Ir para o conteúdo

Semana de quatro dias de trabalho: vantagens e desvantagens

semana-de-quatro-dias

É cada vez mais comum ouvirmos, em discussão pública, a hipótese de se concretizar uma semana de quatro dias de trabalho, ao invés dos tradicionais cinco dias refletidos, na maioria dos casos, em quarenta horas semanais. Contudo, constatamos uma disparidade de opiniões, com fortes argumentos para cada uma delas.

Discute-se o aumento da qualidade de vida, mas também a diminuição da produtividade das empresas. A semana de 4 dias de trabalho é, sem dúvida, um tema que divide opiniões. Mas também é um assunto que acarreta várias vantagens e desvantagens. Se tem curiosidade em saber quais, leia este artigo.

controle de ponto online

O que significam quatro dias de trabalho por semana?

Ao contrário do que por vezes é interpretado, é nada mais nada menos do que a redução do período de trabalho. Há quem considere que quatro dias de trabalho por semana significam a distribuição das horas pelos restantes dias. Esse não é o objetivo.

O tema da semana de quatro dias surgiu com o objetivo de reduzir a carga horária semanal dos colaboradores. Além disso, pretende-se alcançar os mesmos resultados, em menos horas. Consequentemente, os colaboradores ficam com disponibilidade para estar mais tempo com a sua família, descansar e desenvolver outras atividades que gostem.

Esta redução pode parecer, à priori, radical. Todavia, será que os seus colaboradores são 100% produtivos, as oito horas diárias? Há vários estudos que compravam que não.

O ser humano necessita de equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, de ter uma boa saúde mental e de estar feliz com as tarefas que tem em mão para conseguir ter os seus níveis de produtividade na sua capacidade máxima.

👉 Conheça o Estudo de RH da Factorial sobre como a pandemia afetou o RH em 2021

A semana de quatro dias de trabalho já foi implementada em Portugal?

Apesar de este ser um tema já proposto para debate político, ainda não se encontra em vigor em Portugal. Os baixos níveis de produtividade, causados pela pandemia, têm dado prioridade à discussão de outros temas.

Estes visam a recuperação da economia do País, para os níveis pré-pandémicos. Todavia, existem algumas empresas portuguesas que já testaram este modelo, como por exemplo:

  • Doutor Finanças: testou, durante um mês de verão, encurtar o horário laboral dos seus colaboradores em oito horas.
  • Feedzai: é uma empresa tecnológica que decidiu implementar todos os anos, em agosto, este modelo de trabalho.

Em ambos os casos, a produtividade dos colaboradores aumentou, bem como os níveis de satisfação.

Por outro lado, o foco em Portugal tem sido sobre o regime de teletrabalho ou o trabalho híbrido. Há cada vez mais empresas a adotar estas novas  formas de trabalho com um impacto positivo já comprovado. Talvez este seja o caminho que abrirá portas a que mais empresas testem a semana de quatro dias de trabalho.

📚 [Artigo] Controlo de Assiduidade no teletrabalho: Como executá-lo?

Os casos de sucesso da Islândia, Nova Zelândia, Bélgica, Espanha e Suécia

A redução do período laboral, por semana, tem vindo a ganhar expressão em vários países. A pandemia Covid-19 foi um dos factores que veio impulsionar a semana de quatro dias de trabalho.

É o caso da Islândia, que avalia esta experiência com “um sucesso esmagador”. Já na Suécia, o estudo levado a cabo dividiu opiniões. Outros países, como a Nova Zelândia, Bélgica ou Espanha, encontram-se a testar formas de aplicar a semana de quatro dias.

Portanto, podemos afirmar que estamos perante uma tendência de recursos humanos. Será que veio para ficar?

1) Islândia

Têm vindo a testar a  semana de quatro dias de trabalho, com a mesma remuneração mensal. De acordo com os estudos feitos pelo país, a produtividade foi mantida ou melhorada. Também houve indicadores que avaliaram o impacto no bem-estar dos colaboradores, o qual aumentou, tendo como principal factor a redução do risco de burnout.

2) Nova Zelândia

Há semelhança do que acontece na Islândia, também aqui estão a testar uma semana com quatro dias de trabalho. Esta experiência está a ser impulsionada pela empresa Unilever, que reduziu as horas semanais em 20%. E o mais importante: sem redução da remuneração mensal.

3) Bélgica

Deu a opção à população de escolher se quer trabalhar quatro ou cinco dias por semana, mas com a mesma carga horária total. Este modelo permite aos colaboradores folgarem mais um dia por semana. No entanto, não é o modelo ideal da semana com quatro dias de trabalho.

4) Espanha

Foi criado um programa de financiamento para todas as empresas que decidam implementar os quatro dias de trabalho por semana, com redução das horas semanais. Este projeto pretende avaliar o impacto e necessidades junto das empresas, recursos humanos, serviços e planeamento de tarefas.

5) Suécia

A experiência levada a cabo em 2015 gerou uma controvérsia de opiniões. Por um lado, os políticos acharam esta implementação dispendiosa. Por outro lado, as microempresas gostaram e adotaram a semana de quatro dias de trabalho.

O que diz o Código de Trabalho em Portugal?

Atualmente, o Código de Trabalho português não define um mínimo de horas semanais. É apenas definida uma carga máxima semanal, para todos os setores. 40 horas semanais, distribuídas em jornadas de oito horas semanais.

produtividade-semana-de-quatro-dias

A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) prevê ainda diferentes regimes no que concerne ao horário de trabalho, sendo que numa semana de quatro dias de trabalho, poderá ser concretizado o regime de adaptabilidade ou o de horário flexível.

🗣 [Entrevista] O futuro do trabalho remoto, com Gonçalo Hall

Qual o impacto de uma semana de quatro dias de trabalho?

Este tipo de modelo traz, sem dúvida, diversas vantagens e desvantagens que poderão impactar as empresas e os colaboradores.

Vantagens de quatro dias de trabalho por semana

Uma semana de quatro dias de trabalho e três de descanso proporciona inúmeras vantagens aos colaboradores e às empresas. Conheça algumas delas:

  • Diminuição do impacte ambiental: a pegada ecológica de cada colaborador é reduzida ao não existirem deslocações para o trabalho. Tal como a diminuição do uso de água e luz durante a permanência na empresa.
  • Redução de custos: uma semana com apenas quatro dias de trabalho subentende um dia por semana em que nenhum colaborador está na empresa, logo não está a usufruir dos equipamentos para concretizar as suas tarefas, nem a usar eletricidade e água. A necessidade de manutenção será menor e os custos serão reduzidos, o que facilitará a estratégia de gestão de custos.
  • Aumento da produtividade dos colaboradores: os colaboradores sobrecarregados e habituados a fazer horas extra são, ao contrário do que se possa pensar, menos produtivos do que aqueles que fazem o seu horário normal, uma vez que conseguem um maior equilíbrio entre a sua vida pessoal e profissional.

teste motivacao no trabalho

  • Equilíbrio entre a vida pessoal e profissional: a concretização de uma semana com quatro dias de trabalho permite haver maior disponibilidade para a vida fora da empresa. Os colaboradores ficam com mais tempo para aproveitar com os amigos e família. Mas também para viajar ou até mesmo para se dedicarem a hobbies que gostem ou a projetos pessoais. Consequentemente, aumentam os níveis de satisfação e felicidade.
  • Gestão eficiente do tempo: com apenas quatro dias de trabalho por semana, os colaboradores necessitam de ter maior foco e atenção na concretização das suas tarefas. Há menos espaço para distrações e uma maior necessidade de gestão de tempo.

Desvantagens de uma semana de quatro dias

Porém, como nem tudo é um mar de rosas, este tipo de regime acarreta algumas desvantagens, em especial para o tecido empresarial, tais como:

  • Regime não aplicável a todas as empresas: há várias indústrias que trabalham 24 sob 24 horas, todos os dias, pelo que este regime não é concretizável.
  • Difícil adaptação: este tipo de modelo necessita de adaptação e mudança não só pelas empresas, como também pelos colaboradores, que terão de concretizar as suas tarefas semanais em quatro dias. 
  • Desenvolvimento de novas skills: os colaboradores precisam de desenvolver novas skills, como a gestão eficiente do tempo, o foco e a atenção, para que consigam cumprir com as expetativas da empresa e manter os níveis de produtividade.

satisfacao-no-trabalho

  • Risco da diminuição da satisfação do cliente: com uma semana de quatro dias de trabalho, há menos um dia disponível para atendimento ao cliente. Assim, este regime cria mais uma barreira entre empresa/cliente, existindo o risco de diminuição da satisfação do cliente.
  • Má aplicação deste regime de trabalho: ou a legislação é bastante clara, ou há o risco de haver uma abordagem errada a este modelo. O objetivo não é concretizar em quatro dias, o que necessita de ser realizado em cinco. É, sim, aumentar os níveis de produtividade dos colaboradores, que realizarão as suas tarefas de forma mais eficiente e eficaz.

Em suma, podemos concluir que a adopção de uma semana com apenas quatro dias de trabalho ainda está longe. Em Portugal, não será aplicável num curto de espaço de tempo, devido às particularidades que a mesma envolve. Contudo, há um esforço para que seja um tema em debate político, de modo a que se acompanhe as tendências.

5 Dicas para testar a semana de quatro dias de trabalho

Este tipo de regime suscitou-lhe interesse e até o vê a funcionar na sua empresa? Deixamos-lhe algumas dicas para testar este modelo na sua empresa:

1) Foco nos resultados

Mude a política da sua empresa, por forma a que haja um foco nos resultados e não no número de horas trabalhadas. Esta solução vai permitir manter a mesma remuneração e benefícios mensais dos colaboradores.

2) Faça um planeamento semanal

De modo a concretizar o ponto anterior, é importante elaborar um planeamento semanal junto das suas equipas. Defina os projetos/tarefas que devem ser concretizados. Indique também quais os resultados esperados, para que a sua equipa se possa focar em alcançá-los. É importante priorizar tarefas e definir objetivos claros e realistas. 

3) Reduza o número de reuniões semanais

São realmente necessárias a quantidade de reuniões que são feitas semanalmente, ou podem ser reduzidas a um e-mail? Quanto menos reuniões existirem, mais tempo terão os seus colaboradores para se dedicarem ao planeamento semanal. A gestão do tempo é fundamental.

4) Pondere soluções tecnológicas/digitais

Se, por exemplo, precisa de ter uma semana de cinco dias para atender os clientes, pode optar por ter disponível uma solução digital com atendimento automatizado aos clientes. Nos dias de hoje, existem muitas soluções tecnológicas que permitem automatizar processos. Procure aquelas que a sua empresa precisa.

5) Avalie experiência

Ao final de um mês, procure avaliar os resultados deste regime. Os resultados foram alcançados? As vendas aumentaram ou diminuíram? Os colaboradores estão mais motivados? Os custos da empresa diminuíram?

Utilizar um software para melhorar produtividade e eficiência

Já percebemos as vantagens e desvantagens de implementar a semana com apenas quatro dias de trabalho. No entanto, ainda pairam muitas dúvidas quanto à forma como isto será possível no dia a dia.

O foco da questão centra-se agora em como melhorar a produtividade e levar os meus colaboradores a produzir o mesmo em menos tempo? É realmente possível?

Dependendo do contexto laboral, a resposta poderá ser sim. E a solução pode ser encontrar eficiência no trabalho diário. Encontrar uma plataforma que permita centralizar informações, automatizar processos rotineiros e manuais, dar mais autonomia aos funcionários, mas com escalões de aprovações, pode ser essencial!

E esta solução poderá ser o software da Factorial. Deixamos-lhe algumas das funcionalidades desta plataforma, a seguir:

Experimente gratuitamente a Factorial durante 14 dias, sem custos ou compromissos, e melhore a produtividade da sua equipa. Perca menos horas em trabalho administrativo e foque-nos em crescer o seu negócio. 

Postagens relacionadas

Tem alguma dúvida ou sugestão? Partilhe-as na Comunidade de RH!

Esta é uma comunidade feita por si e para todos os profissionais de RH!

Recursos semanais para profissionais de RH.

Inscreva-se em nosso boletim semanal e receba as últimas tendências, dicas e recursos para os profissionais de RH.

Ao subscrever, está a aceitar o processamento dos seus dados para receber as informações solicitadas. Política de Privacidade