Ir para o conteúdo

Semana de 4 dias de trabalho: tudo o que precisa de saber para tomar a sua decisão

·
10 minutos de leitura
Semana de 4 dias

A semana de 4 dias de trabalho está a chegar a Portugal. E, por isso, é cada vez mais comum ouvirmos, em discussão pública, a hipótese de se concretizar os 4 dias de trabalho, ao invés dos tradicionais cinco dias refletidos, na maioria dos casos, em quarenta horas semanais.

Contudo, constatamos uma disparidade de opiniões, com fortes argumentos para cada uma delas. Discute-se o aumento da qualidade de vida, mas também a diminuição da produtividade das empresas.

A semana de 4 dias de trabalho é, sem dúvida, um tema que divide opiniões. Mas também é um assunto que acarreta várias vantagens e desvantagens.

Se tem curiosidade em saber quais, leia este artigo!

Tabela de Conteúdos:

✅ Quer gerir e controlar os dias e horas trabalhados pelos seus colaboradores? Utilize o software de relógio de ponto digital da Factorial! Peça uma demonstração grátis aqui ou experimente por si mesmo clicando no banner abaixo.

controle de ponto online

O que significam quatro dias de trabalho por semana?

Ao contrário do que por vezes é interpretado, trabalhar 4 dias por semana é nada mais nada menos do que a redução do período de trabalho. Há quem considere que quatro dias de trabalho por semana significam a distribuição das horas pelos restantes dias. Mas, esse não é o objetivo.

O tema da semana de quatro dias surgiu com o objetivo de reduzir a carga horária semanal dos colaboradores. Além disso, pretende-se alcançar os mesmos resultados, em menos horas.

Consequentemente, os colaboradores ficam com disponibilidade para estar mais tempo com a sua família, descansar e desenvolver outras atividades que gostem.

Esta redução pode parecer, à priori, radical. Todavia, será que os seus colaboradores são 100% produtivos, as oito horas diárias? Há vários estudos que compravam que não.

O ser humano necessita de equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, de ter uma boa saúde mental e de estar feliz com as tarefas que tem em mão, para conseguir ter os seus níveis de produtividade na sua capacidade máxima.

🎙️ [Entrevista] Saiba o que diz Fred Canto e Castro sobre Produtividade e Desenvolvimento Pessoal

A semana de quatro dias de trabalho já foi implementada em Portugal?

Antes do tema da semana de 4 dias de trabalho ser seriamente discutido pelo Governo, já algumas empresas portuguesas tinham testado o modelo:

  • Doutor Finanças: Testou, durante um mês de verão, encurtar o horário laboral dos seus colaboradores em oito horas (passar de 40 horas semanais para 32).
  • Feedzai: É uma empresa tecnológica que decidiu implementar todos os anos, no mês de Agosto, este modelo de trabalho.

Em ambos os casos, a produtividade dos colaboradores aumentou, bem como os níveis de satisfação.

Quatro dias de trabalho: projeto para 2023

Durante o ano de 2022, o Governo português tem vindo a discutir a possibilidade da implementação deste modelo de trabalho. Recentemente, o projeto da semana de quatro dias de trabalho foi aceite. Este projeto consiste num período experimental durante 6 meses, no setor privado, com previsão de início para Junho de 2023.

As empresas que queiram participar neste projeto-piloto podem candidatar-se até Janeiro, e o objetivo é que, durante os 6 meses experimentais, reduzam a carga horária semanal para 36, 34 ou 32 horas.

Reduções salariais não poderão estar implicadas e, após o fim do período experimental, a empresa em questão terá um mês para decidir continuar (ou abandonar) o modelo de 4 dias de trabalho.

4 dias de trabalho portugal

Visto ser um projeto voluntário, o estado não apoiará monetariamente as empresas que quiserem participar, o que tem gerado opiniões mais negativas. Algumas empresas prevêem uma queda de 20% na produtividade, aquando da utilização deste modelo, enquanto outras ficam satisfeitas por poderem inovar.

🎧 Não perca o vídeo sobre a semana de 4 dias de trabalho, no canal de Youtube da Factorial.

O que diz o Código de Trabalho em Portugal?

Atualmente, o Código do Trabalho português não define um mínimo de horas semanais. Segundo o artigo 203º, é apenas definida uma carga máxima semanal, para todos os setores: 40 horas semanais, distribuídas em jornadas de oito horas semanais.

A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) prevê ainda diferentes regimes no que concerne ao horário de trabalho, sendo que numa semana de quatro dias de trabalho, poderá ser concretizado o regime de adaptabilidade ou o de horário flexível.

📥 Quer estar a par das leis laborais mais importantes em Portugal? Descarregue grátis o nosso Guia Atualizado sobre a Legislação Laboral Portuguesa!

Inovações nos Recursos Humanos vs. métodos tradicionais

Hoje em dia, o trabalho exige mais inovação, flexibilidade e criatividade. Gestores de todo o mundo começaram a questionar os formatos de trabalho desde sempre utilizados e começaram a abrir as suas mentes para a ideia de que poderia haver uma maneira melhor.

Colocar os funcionários em primeiro lugar pode beneficiar a todos. É por isso que, por exemplo, a utilização de um sistema digital de RH está a tornar-se uma tendência nas empresas.

A Microsoft Japão tentou a semana de trabalho de quatro dias e alega que a produtividade aumentou 40% e os custos de eletricidade caíram em 23%. A nova primeira-ministra da Finlândia, Sanna Marin, anuncia que o seu país também quer experimentar uma semana de trabalho de 4 dias.

No seu novo livro, The 4 Day Week, Andrew Barnes (fundador da empresa de serviços financeiros da Nova Zelândia, Perpetual Guardian) escreve sobre como proporcionar a semana de 4 dias aumentou a felicidade e produtividade dos colaboradores.

👉 Saiba mais sobre Gestão da inovação: o que é e como aplicar nas empresas?

inovação-recursos-humanos

Trabalhar 4 dias por semana: casos de sucesso na Europa

A redução do período laboral, por semana, tem vindo a ganhar expressão em vários países. A pandemia Covid-19 foi um dos fatores que veio impulsionar a semana de quatro dias de trabalho.

É o caso da Islândia, que avalia esta experiência com “um sucesso esmagador”. Já na Suécia, o estudo levado a cabo dividiu opiniões. Outros países, como a Nova Zelândia, Bélgica e Espanha, encontram-se a testar formas de aplicar a semana de quatro dias.

Portanto, podemos afirmar que estamos perante uma tendência de recursos humanos. Mas, será que veio para ficar?

1) Islândia

Têm vindo a testar a semana de quatro dias de trabalho, com a mesma remuneração mensal. De acordo com os estudos feitos pelo país, a produtividade foi mantida ou melhorada. Também houve indicadores que avaliaram o impacto no bem-estar dos colaboradores, o qual aumentou, tendo como principal factor a redução do risco de burnout.

2) Nova Zelândia

Há semelhança do que acontece na Islândia, também aqui estão a testar uma semana com quatro dias de trabalho. Esta experiência está a ser impulsionada pela empresa Unilever, que reduziu as horas semanais em 20%. E o mais importante: sem redução da remuneração mensal.

3) Bélgica

Deu a opção à população de escolher se quer trabalhar quatro ou cinco dias por semana, mas com a mesma carga horária total. Este modelo permite aos colaboradores folgarem mais um dia por semana. No entanto, não é o modelo ideal da semana com quatro dias de trabalho.

👉 Leia mais sobre Horário de trabalho: por que usar um software para picar o ponto? 

4) Espanha

Foi criado um programa de financiamento para todas as empresas que decidem implementar os quatro dias de trabalho por semana, com redução das horas semanais. Este projeto pretende avaliar o impacto e necessidades junto das empresas, recursos humanos, serviços e planeamento de tarefas.

📥 [Descarregue grátis] Planner de RH

5) Suécia

A experiência levada a cabo em 2015 gerou uma controvérsia de opiniões. Por um lado, os políticos acharam esta implementação dispendiosa. Por outro lado, as microempresas gostaram e adotaram a semana de quatro dias de trabalho.

Qual o impacto de uma semana de quatro dias de trabalho?

Este tipo de modelo traz, sem dúvida, diversas vantagens e desvantagens que poderão impactar as empresas e os colaboradores.

Vantagens de quatro dias de trabalho por semana

Uma semana de quatro dias de trabalho, e três de descanso, proporciona inúmeras vantagens aos colaboradores e às empresas. Conheça algumas delas:

1) Diminuição do impacto ambiental

A pegada ecológica de cada colaborador é reduzida ao não existirem deslocações para o trabalho. Tal como a diminuição do uso de água e luz durante a permanência na empresa.

2) Redução de custos

Uma semana com apenas quatro dias de trabalho subentende um dia por semana em que nenhum colaborador está na empresa, logo não está a usufruir dos equipamentos para concretizar as suas tarefas, nem a usar eletricidade e água.

A necessidade de manutenção será menor e os custos serão reduzidos, o que facilitará a estratégia de gestão de custos.

3) Aumento da produtividade dos colaboradores

Os colaboradores sobrecarregados e habituados a fazer horas extra são, ao contrário do que se possa pensar, menos produtivos do que aqueles que fazem o seu horário normal, uma vez que conseguem um maior equilíbrio entre a sua vida pessoal e profissional.

4) Equilíbrio entre a vida pessoal e profissional

A concretização de uma semana com quatro dias de trabalho permite haver maior disponibilidade para a vida fora da empresa. Os colaboradores ficam com mais tempo para aproveitar com os amigos e família.

Mas também para viajar ou até mesmo para se dedicarem a hobbies que gostem ou a projetos pessoais. Consequentemente, aumentam os níveis de satisfação e felicidade.

semana de 4 dias de trabalho

5) Gestão eficiente do tempo

Com apenas quatro dias de trabalho por semana, os colaboradores necessitam de ter maior foco e atenção na concretização das suas tarefas. Há menos espaço para distrações e uma maior necessidade de gestão de tempo.

Desvantagens de uma semana de quatro dias

Porém, como nem tudo é um mar de rosas, este tipo de regime acarreta algumas desvantagens, em especial para o tecido empresarial, tais como:

1) Regime não aplicável a todas as empresas

Há várias indústrias que trabalham 24 sob 24 horas, todos os dias, pelo que este regime não é concretizável.

2) Difícil adaptação

Este tipo de modelo necessita de adaptação e mudança não só pelas empresas, mas também pelos colaboradores, que terão de concretizar as suas tarefas semanais em quatro dias.

3) Desenvolvimento de novas skills

Os colaboradores precisam de desenvolver novas skills, como a gestão eficiente do tempo, o foco e a atenção, para que consigam cumprir com as expectativas da empresa e manter os níveis de produtividade.

4) Risco da diminuição da satisfação do cliente

Com uma semana de quatro dias de trabalho, há menos um dia disponível para atendimento ao cliente. Assim, este regime cria mais uma barreira entre empresa/cliente, existindo o risco de diminuição da satisfação do cliente.

5) Má aplicação deste regime de trabalho

Ou a legislação é bastante clara, ou há o risco de haver uma abordagem errada a este modelo. O objetivo não é concretizar em quatro dias, o que necessita de ser realizado em cinco. É, sim, aumentar os níveis de produtividade dos colaboradores, que realizarão as suas tarefas de forma mais eficiente e eficaz.

5 dicas para testar a semana de quatro dias de trabalho

Este tipo de regime suscitou-lhe interesse, e até o vê a funcionar na sua empresa? Deixamos-lhe algumas dicas para testar este modelo na sua empresa:

Foco nos resultados

Mude a política da sua empresa, por forma a que haja um foco nos resultados e não no número de horas trabalhadas. Esta solução vai permitir manter a mesma remuneração e benefícios mensais dos colaboradores.

Faça um planeamento semanal

De modo a concretizar o ponto anterior, é importante elaborar um planeamento semanal junto das suas equipas. Defina os projetos/tarefas que devem ser concretizados. Indique também quais os resultados esperados, para que a sua equipa se possa focar em alcançá-los. É importante priorizar tarefas e definir objetivos claros e realistas.

Reduza o número de reuniões semanais

São realmente necessárias a quantidade de reuniões que são feitas semanalmente, ou podem ser reduzidas a um e-mail? Quanto menos reuniões existirem, mais tempo terão os seus colaboradores para se dedicarem ao planeamento semanal. A gestão de tempo é fundamental.

trabalhar 4 dias por semana

Pondere soluções tecnológicas e digitais

Se, por exemplo, precisa de uma semana de cinco dias para atender os clientes, pode optar por ter disponível uma solução digital com atendimento automatizado aos clientes. Nos dias de hoje, existem muitas soluções tecnológicas que permitem automatizar processos. Procure aquelas que a sua empresa precisa.

👉 Leia mais sobre Relógio de ponto digital: como funciona e porque usá-lo na sua empresa?

Avalie a experiência

Ao final de um mês, procure avaliar os resultados deste regime. Os resultados foram alcançados? As vendas aumentaram ou diminuíram? Os colaboradores estão mais motivados? Os custos da empresa diminuíram?

Solução digital para o controlo horário dos 4 dias de trabalho

Já percebemos as vantagens e desvantagens de implementar a semana com apenas quatro dias de trabalho. No entanto, ainda pairam muitas dúvidas quanto à forma como isto será possível no dia a dia.

O foco da questão centra-se agora em como melhorar a produtividade e levar os seus colaboradores a produzir o mesmo em menos tempo? É realmente possível?

Dependendo do contexto laboral, a resposta poderá ser sim! E a solução pode ser encontrar eficiência no trabalho diário. Encontrar uma plataforma que permita centralizar informações, automatizar processos rotineiros e manuais, dar mais autonomia aos funcionários, mas com escalões de aprovações, pode ser essencial!

E esta solução poderá ser o software da Factorial. Deixamos-lhe algumas das funcionalidades de gestão de tempo da nossa plataforma:

⬇️ Ainda não está convencido? Veja por si mesmo, no vídeo abaixo, como funciona a Factorial! ⬇️

Marque aqui uma demonstração gratuita da Factorial, com um dos nossos consultores!

Devo implementar uma semana de trabalho de 4 dias?

A resposta depende das necessidades da sua empresa e dos desejos dos seus funcionários. Se pedir a um funcionário para trabalhar 4 dias por semana, analise se isso funcionaria para essa pessoa nessa posição.

Talvez possa tentar uma execução temporária por alguns meses para ver como funciona para si. A flexibilidade é um benefício que muitos funcionários procuram de um empregador. Com esta opção, tornará a sua empresa mais desejável para muitos candidatos a emprego.

Este artigo também está disponível em: Brasil

A Nádia é content, copy e creative writer. As palavras são a sua grande paixão, usando-as para informar, entreter, ensinar ou simplesmente partilhar. É apologista de que devemos partilhar conhecimento, histórias, experiências (e bolos de chocolate, sempre!). Parceira da Factorial, no mercado português, pretende escrever conteúdos relevantes e informativos para todos os leitores.

Artigos Relacionados