Ir para o conteúdo
sustentabilidade empresarial

Sustentabilidade empresarial: Como implementar no seu negócio

Sobreviver a crises, ter maior flexibilidade e atrair jovens talentos são apenas alguns dos benefícios de seguir o caminho de “menor impacto”. A sustentabilidade empresarial é essencial para garantir que as organizações privadas façam diferente e integrem a sociedade como verdadeiros agentes de mudança.

Isso significa que existe a possibilidade de interação e convivência em comunidade com a cidade, região ou país onde a empresa está inserida, minimizando os efeitos negativos em termos de ecologia, demografia e finanças (entre outros).

A sustentabilidade empresarial em Portugal tem crescido como tendência nas organizações. No entanto, muitas não sabem como manter suas práticas e revisá-las ao longo do tempo. É preciso planear, se informar e perceber todo o funcionamento dos processos corporativos.

Não sabe como garantir e avaliar as práticas de sustentabilidade na sua empresa? Neste artigo iremos ajudá-lo a perceber as normas básicas da sustentabilidade empresarial, como elaborar ações efetivas e, por fim, daremos alguns exemplos que podem ser aplicados no seu negócio.

software de recursos humanos

O que é sustentabilidade empresarial

Como a palavra indica, a definição de sustentabilidade empresarial se refere à implantação de um modelo de gestão de despesas e de uma política corporativa voltada especificamente para a redução de “danos colaterais”. Este tipo de posicionamento e gestão tem como objetivo diminuir os danos ao meio ambiente e à sociedade e, ao mesmo tempo, garantir que o modelo de negócio seja sustentável.

Frequentemente, organizações de todos os tipos e de vários setores geram efeitos mais prejudiciais nas comunidades e no ecossistema do que as soluções que podem fornecer por meio de seus produtos ou serviços.

Felizmente e em grande parte graças à mudança geracional nas últimas décadas, cada vez mais usuários e clientes exigem uma maior conscientização das empresas. Da mesma forma que os mesmos profissionais também exigem um employee experience o mais “verde” e humano possível. Consequentemente, é cada vez maior a necessidade das organizações reverem seus valores e cultura. Para isso, devem levar em conta as novas prioridades que a grande maioria da população possui.

De acordo com relatório publicado pela revista Forbes em 2018, mais de 80% dos consumidores entrevistados em uma amostra de mil pessoas, valorizam positivamente marcas e empresas que contribuem ativamente para reduzir o impacto ambiental e aumentar a sustentabilidade de suas operações.

sustentabilidade empresarial portugal

Metas de sustentabilidade empresarial

As aplicações da sustentabilidade ambiental são múltiplas. Existem diferentes direções que uma organização pode seguir e muitas formas de começar a implementá-la.

Desde a criação de mecanismos alternativos durante o processo de produção para reduzir a geração de resíduos e aumentar a eficiência hídrica e energética, até otimizar os métodos de distribuição de mercadorias para reduzir o carbono. As formas de contribuir são, felizmente, muitas.

No entanto, é preciso priorizar os objetivos e ter em conta a importância de cada um em termos de efeitos positivos no meio ambiente. Separamos algumas práticas mais importantes a seguir.

As empresas que têm buscam implementar de planos de sustentabilidade empresarial devem considerar:

  • Conservação de recursos naturais.
    A conservação de recursos refere-se à prática de utilizar elementos considerados matérias-primas ou necessidades vitais (água, energia, madeira, etc.). Estes recursos devem ser usados de forma eficiente e responsável. Para que isso aconteça, existem algumas ações possíveis. Uma boa iniciativa é a instalação de torneiras de baixo fluxo e de baixo consumo de água, instalação de sistema automático de liga / desliga e incentivo ao uso consciente pelos funcionários.
  • Redução de resíduos.
    A minimização de resíduos se refere ao uso de métodos de restrição de fontes, a aplicação de medidas de reciclagem ou o uso de recursos ambientalmente saudáveis ​​durante um processo de produção.
    A ideia é que durante a fabricação de um bem ou o desenvolvimento de um serviço, seja gerada a menor quantidade possível de resíduos.
  • Prevenção de contaminação.
    Prevenir a poluição, seja do ar, da água ou do solo, implica reduzir ou eliminar totalmente os resíduos gerados nos processos produtivos e que impactam diretamente no ecossistema.
  • Desperdício Zero.
    Também conhecido pelo anglicismo “zero waste”. Este tipo de metodologia visa o reaproveitamento dos recursos que são utilizados nos processos produtivos. O exemplo mais claro é a reciclagem de materiais ou simplesmente dar uma segunda utilização a diferentes materiais usados no trabalho ou da vida quotidiana.

Benefícios da sustentabilidade empresarial

Historicamente, os modelos de negócios tradicionais, em claro declínio, priorizam apenas a maximização da margem de lucro sobre qualquer outro parâmetro. Mesmo em detrimento dos próprios trabalhadores e sem muita preocupação com seu impacto na comunidade.

Felizmente, essas ideias desatualizadas estão a mudar hoje. As organizações do presente mas com vistas ao futuro, cada vez mais dão mais espaço à consciência ambiental e social. Para isso, as empresas consideram também as premissas da responsabilidade social corporativa, que inclui práticas de sustentabilidade empresarial e ampliam as possibilidades neste sentido,

Ainda assim, para um bom número de empresas, ainda é muito complexo adotar novos sistemas de produção ou políticas de preservação de recursos. Isso ocorre porque a maioria dessas estratégias exige grandes investimentos iniciais.

Porém, quem se atreve a dar o primeiro passo, por menor que seja, relata grandes vantagens. Veja a seguir alguns da aplicação de medidas de sustentabilidade nas empresas.

  • Impacta positivamente as vendas.
    De acordo com relatório publicado em 2018 pela consultoria internacional The Nielsen Company , 68% dos consumidores europeus esperam que as empresas tomem medidas para conservar o meio ambiente e, portanto, tenham maiores intenções de compra em relação às marcas que possuem “políticas verdes”.
  • Evita inconveniências legais.
    A opção por práticas ambientalmente responsáveis ​​ajuda as empresas a antecipar possíveis regulamentações legais futuras. Cada vez mais países e regiões lutam por novas restrições em favor do meio ambiente. Isso ajuda na redução dos riscos operacionais e pode se traduzir em uma vantagem competitiva.
  • Melhora o employer branding.
    Os investidores, por pressão dos consumidores, estão cada vez mais preocupados em apostar em empresas sustentáveis. O compromisso com a redução do desperdício e a transparência sobre o progresso ajudam a construir credibilidade e relacionamentos baseados em confiança com clientes, parceiros e funcionários.

tipos de sustentabilidade

Tipos de sustentabilidade

Os três tipos de sustentabilidade empresarial, ou melhor, os três pilares da sustentabilidade, são aqueles que acabam por constituir as chamadas “empresas de triplo impacto”.

Nem todas as empresas possuem modelos que podem se enquadrar nesta categoria, no entanto, é possível que organizações privadas contem com pelo menos um desses conceitos para otimizar suas operações e contribuir positivamente para o bem-estar dos colaboradores, consumidores e meio ambiente.  Dessa forma, a sustentabilidade nas empresas se desdobra em diferentes abordagens.

Sustentabilidade ambiental

Este tipo de abordagem é sem dúvida a mais conhecida. Refere-se à interação responsável das empresas com o meio ambiente. Suas práticas procuram evitar o esgotamento ou degradação dos recursos naturais.  Em resumo, o objetivo da sustentabilidade ambiental é conservar o meio ambiente a longo prazo.

Sustentabilidade social

O conceito de sustentabilidade social é adotado e conceituado pelas Nações Unidas como a capacidade de identificar e gerenciar os efeitos da atividade privada (sejam eles positivos ou negativos) nas pessoas. Direta ou indiretamente, as atividades privadas têm impacto sobre o que acontece aos trabalhadores, clientes e comunidades locais.

Sustentabilidade económica

É possível definir sustentabilidade económica como a capacidade das empresas de iniciar, desenvolver e manter suas operações dentro de uma faixa de estabilidade no médio e longo prazo. Quando se trata do RH, isso significa ter uma baixa taxa de rotatividade, alto ROI e a maior produtividade possível.

Indicadores de sustentabilidade empresarial

Como vimos em artigos anteriores, os KPI’s (indicadores-chave de desempenho) e indicadores-chave são ferramentas valiosas em recursos humanos. Entre outras coisas, nos ajudam a medir o desempenho dos funcionários e são vitais nas avaliações de desempenho.

Mas, além desse papel fundamental, os KPIs também são essenciais ao implementar um plano de sustentabilidade nas empresas. Se pensa em aplicar estratégias de conservação de recursos e não sabe por onde começar, pode considerar estes indicadores:

1) Indicadores de sustentabilidade ambiental

  • Uso eficaz dos recursos naturais.
  • Medição do esgotamento de recursos e matérias-primas.
  • Minimização o uso de materiais e produtos prejudiciais ao meio ambiente.
  • Prevenção de impactos negativos nos ecossistemas.
  • Produção e uso de produtos ecológicos.

responsabilidade-social-corporativa

2) Indicadores de sustentabilidade social

  • Percentual de funcionários que consideram que a empresa atua com responsabilidade.
  • Número de colaboradores em tempo integral dedicados a projetos de investimento social.
  • Fundos arrecadados por para organizações humanitárias e sem fins lucrativos.
  • Percentual da receita operacional dedicado à contribuição social.
  • Salários, contratos e benefícios a funcionários.
  • Doações e outras despesas sociais.
  • Investimento total na comunidade.
  • Satisfação, retenção, fidelização do cliente.
  • Satisfação, competência e comprometimento do funcionário.

3) Indicadores de sustentabilidade financeira

  • Balanço da empresa.
  • Preços das ações.
  • Gestão de riscos ocupacionais.
  • Políticas contábeis.
  • Despesas passivas e ativas.
  • Avaliação do orçamento.

A sustentabilidade das empresas não é vital apenas para contribuir com a preservação do meio ambiente e das comunidades onde as organizações estão inseridas. É também um braço fundamental para a saúde das empresas, a melhoria da vida profissional dos colaboradores e, além disso, traz grandes benefícios no relacionamento com consumidores e usuários.

Automatize as tarefas do dia-a-dia da área de recursos humanos, para poder se concentrar no que realmente importa: o crescimento da sua empresa!

✅ Registe-se na Factorial e experimente todos os recursos do software de RH por 14 dias grátis!

This post is also available in: Español

Postagens relacionadas

Deixe um comentário