Ir para o conteúdo
saude ocupacional

Saúde Ocupacional: 5 etapas para garantir o bem-estar no trabalho

A Saúde ocupacional é um dos pilares que ajuda a manter o bem-estar dos funcionários. Mas o que é saúde ocupacional?  Quais são os objetivos desta área de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS)? A seguir, esclarecemos todas estas dúvidas e deixamos algumas dicas para que as empresas consigam garantir o bem-estar de seus funcionários.

Cuidar dos colaboradores não é apenas fazer o exame médico de entrada na empresa e um rápido curso de Prevenção de Riscos Ocupacionais. Hoje, temos que ir muito mais longe e apostar ativamente no bem mais precioso das organizações: as pessoas.

Os problemas de saúde geram muitos custos para as empresas, e em muitos casos eles podem ser evitados com simples rotinas preventivas. Algumas atitudes simples podem evitar muitas baixas médicas. Além disso, é comprovado que promover o bem-estar no ambiente de trabalho aumenta a motivação e a produtividade das equipas.

É por isso que hoje vamos falar sobre um conceito denominado Saúde ocupacional, que tem a ver justamente com o bem-estar completo de nossos colaboradores. Confira tudo sobre o assunto e anote o passo a passo para implementar um plano de saúde ocupacional nas empresas.

Neste artigo, veremos:

software recursos humanos

O que é Saúde ocupacional?

A segurança e o bem-estar dos funcionários no ambiente de trabalho é um dos principais pontos de discussão no mercado de trabalho. É neste contexto que a saúde ocupacional tem um papel fundamental. Ao nos perguntarmos o que é saúde ocupacional, uma descrição simples seria:

São iniciativas que visam melhorar o bem-estar físico, psicológico e emocional dos colaboradores de uma empresa.

Cuidar das pessoas não serve apenas para evitar baixas médicas, é simplesmente o dever das organizações cuidar da saúde emocional e psicológica dos seus funcionários. Para isso, existem os programas de bem-estar e saúde ocupacional. Alguns dos tópicos incluídos nesses programas são:

  • Atividade física
  • Incentivo de hábitos alimentares saudáveis
  • Atividades de lazer e team building
  • Acompanhamento psicológico
  • Outras tendências como coaching e mentoring ou práticas como mindfulness.

Esses programas aumentam a taxa de produtividade, melhoram o comprometimento dos trabalhadores com a empresa, reduzem o estresse e ajudam a construir uma boa a imagem da empresa. Em suma, isso tem muito a ver com Employer Branding, que também está na boca de muitos gestoresde Recursos Humanos que conseguem criar uma boa cultura organizacional.

🎥[Webinar] Employer Branding na prática: Como desenvolver uma estratégia efetiva?

DGS e Saúde Ocupacional

Em Portugal, a DGS (Direção-Geral da Saúde) possui um Programa Nacional de Saúde Ocupacional, no qual inclui algumas diretrizes que as empresas devem seguir neste âmbito, para além de atualizações e campanhas constantes que tem como objetivo atualizar empresas e trabalhadores sobre a importância de tais ações.

Para informar a população sobre as condições adequadas de trabalho, a DGS possui um folheto de saúde ocupacional e recorda que:

A Saúde ocupacional é um direito consagrado na Lei de Bases da Saúde (Lei n.º 95/2019, de 4 de setembro) a que todos os trabalhadores devem beneficiar durante a sua vida profissional.

A história da Saúde ocupacional

A melhoria das condições de trabalho remonta à segunda metade do século XVIII, em plena Revolução Industrial. Mas é só na década de 70 que começam a mudar significativamente na Europa. oEsse cenário corre em parte devido à grande pressão sindical.

Ao exigir novos direitos para os trabalhadores da área da saúde, foi uma Lei de Prevenção de Riscos Ocupacionais. No entanto, ainda há muito a ser feito nesta área.

Atualmente, a saúde do trabalhador é uma área cada vez mais importante dentro da empresa. Algumas organizações já começaram a oferecer programas específicos: os chamados programas de Saúde ocupacional, programas de bem- estar no local de trabalho ou corporate wellness.

Para ajudar a criar um programa realmente eficaz para as equipas, confira o passo a passo a seguir.

bem estar no trabalho

Como criar um programa de Saúde ocupacional na sua empresa: Passo a passo

Se deseja criar um programa de Saúde ocupacional porque acredita que é importante cuidar do bem-estar de seus funcionários, viemos ajudá-lo. Agora mais do que nunca é importante construir uma boa cultura empresarial e garantir que os funcionários estejam bem psicologicamente e fisicamente.

Siga estas cinco etapas simples para criar um programa de Saúde ocupacional sob medida para sua empresa:

1) Avaliação e diagnóstico

A primeira etapa envolve fazer uma avaliação e diagnóstico sobre a saúde e os hábitos saudáveis ​​da empresa.

Alguns dados interessantes que poderíamos ser extraídos desse primeiro estudo seriam, por exemplo:

  • A taxa de absenteísmo
  • Quais programas e atividades já existem na organização
  • Hábitos dos trabalhadores: atividade física, seus hábitos alimentares e posturais.
  • Pesquisa interna sobre bem-estar: pesquisa de clima, teste de motivação, feedbacks, etc.
  • Cobertura geral do plano de saúde

Por outro lado, conhecer os gostos e interesses pessoais dos membros da empresa é essencial para que haja um bom engajamento com as iniciativas e para que o programa funcione. Esse é um dos segredos que faz com que ele seja eficaz é 100% personalizado para a empresa.

👉Baixa médica: Guia rápido para empresa e colaborador

2) Definição de objetivos de saúde ocupacional

Depois de conhecer as características dos colaboradores da empresa, o próximo passo é estabelecer objetivos.

Se escrevermos esses objetivos no formato SMART (específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais), ainda melhor!

Se, por exemplo, vemos que nossos resultados no nível de ansiedade são muito altos, podemos propor a redução desse nível. E como medimos essa diminuição do estresse? Uma possibilidade é por meio de questionários , para verificar se os percentuais do nível de ansiedade estão pelo menos 20% menores dois meses depois. Isso ajuda, por exemplo, a detetar e previnir casos de burnout no trabalho.

👉Como detetar funcionários com baixo desempenho: Questionário de Avaliação de Desempenho.

3) Estabelecer as iniciativas de saúde ocupacional

Para atingir nossos objetivos, podemos realizar diversas iniciativas para mudar os pontos que queremos melhorar. Para isso, devemos levar em consideração a cultura da empresa e os gostos e necessidades dos nossos colaboradores.

Alguns exemplos de iniciativas de saúde ocupacional são:

  • Oferecer pequenos períodos para que possam fazer alongamentos e exercícios físicos para quebrar a rotina
  • Disponibilizar alimentos saudáveis como frutas frescas
  • Fazer parcerias com convênios de saúde e centros de bem-estar.
  • Oferecer descontos em ginásios
  • Disponibilizar ajuda psicológica
  • Promover eventos esportivos no verão ou finais de semana

👉Team building: 10 exemplos de atividades para aplicar na sua empresa

dgs saude ocupacional

4) Comunicação interna e motivação

Uma vez que sabemos o que devemos melhorar e como fazê-lo, devemos comunicar estas iniciativas aos demais membros da equipa. Esta parte é essencial, pois de nada adianta fazer um programa de Saúde ocupacional perfeito se não for utilizado posteriormente.

É preciso fazer um bom trabalho de comunicação interna. Para isso, é possível utilizar estratégias de Marketing, como atribuir um bom naming, criar e enviar uma newsletter interna com informações sobre as iniciativas e porque não, fazer um slogan!

👉Mobbing laboral: O que é e como evitá-lo nas empresas

5) Análise de resultados e follow-up

Medir o progresso e manter os funcionários informados e motivados é uma etapa essencial. Como mencionamos antes, o objetivo deve ser mensurável.

Devemos terminar o processo com um feedback sobre os resultados que obtemos com o programa de saúde ocupacional. Para isso, o mais fácil e rápido é passar questionários aos trabalhadores sobre os diferentes aspetos que temos trabalhado com o programa.

Existem também outras formas indiretas, como rastrear baixas médicas por depressão ou burnout, dores nas costas ou outros indicadores que decidimos serem essenciais.

👉Relatórios de Recursos Humanos: Ferramenta para gestão de pessoas

📝 Teste de Motivação no trabalho [Modelo para download]

Um dos recursos que podem ajudar a avaliar o clima organizacional e elaborar um plano de saúde ocupacional é aplicar um teste de motivação laboral.

Nele, é possível incluir perguntas-chave para perceber como estão os colaboradores. A partir dos resultados, defina suas estratégias e tome decisões com base em informações reais.

👉Descarregue o modelo abaixo e adapte de acordo com as necessidades👈

teste de motivacao no trabalho

Atividades de Saúde ocupacional que realizamos na Factorial

Na Factorial acreditamos que cuidar dos próprios funcionários é a melhor forma de trabalhar. Isso porque para além do facto de os nossos colaboradores estarem mais felizes com as iniciativas de um bom programa de Saúde ocupacional, também há um aumento na produtividade individual e em grupo.

Na Factorial realizamos as seguintes atividades e iniciativas e estamos sempre dispostos a agregar mais!

Active Breaks

Diferentes profissionais orientam uma atividade física de cerca de 10 minutos, online, para que 100% dos trabalhadores possam comparecer. Esta atividade é especialmente útil e importante durante o teletrabalho. Nestes intervalos ativos fazemos alongamento, dança, yoga e exercícios físicos.

saude ocupacional portugal

Frutas orgânicas e saúde diária

Acreditamos que devemos cuidar da Família Factorial todos os dias, desde o mais básico. Por isso, temos a iniciativa de oferecer alimentos de qualidade e para diferentes tipos de dietas nos espaços comuns da empresa

Além diso,  100% dos nossos colaboradores têm acesso a um desconto significativo nos diferentes planos Andjoy, uma plataforma com a qual pode aceder a mais de 2.000 ginásios, estúdios de ioga, spas, clubes desportivos e muito mais.

Manual para o teletrabalho

Oferecemos dicas para pessoas que trabalham desde casa em nosso Manual do Funcionário, um manual que distribuímos para todos os novos colaboradores.

Estes são apenas exemplos de todas as possibilidades que a Saúde Ocupacional inclui. Em resumo, esta é uma área que serve não só para cuidar dos colaboradores, mas também para aumentar a integração na empresa, melhorar a nossa marca e o posicionamento no mercado.

Busca um programa que cuide de tudo que está diretamente relacionado à gestão de pessoas? Experimente a Factorial gratuitamente e use questionários prontos para criar um bom programa de Saúde ocupacional!

✅ Teste a Factorial por 14 dias e veja a mudança no bem-estar de seus funcionários

Este artigo também está disponível em: Español, Italiano

Bruna Carnevale é Content Manager da Factorial para os mercados do Brasil e Portugal. Com uma formação diversa em comunicação e línguas, se diz cada vez mais apaixonada pela área de RH e acredita que o acesso à informação de qualidade pode ajudar tornar a gestão de pessoas cada vez mais humanizada e eficiente.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário