Ir para o conteúdo
trabalho turnos coronavírus

Trabalho em turnos: proteja os seus funcionários do Coronavirus

As maneiras de trabalhar e estar no local de trabalho mudaram radicalmente desde o início da crise do Coronavírus. O objetivo de todas essas mudanças é proteger os trabalhadores do contágio e manter a empresa produtiva. Uma maneira de proteger os trabalhadores é o teletrabalho, sobre o qual falamos em vários artigos neste blog. No entanto, desta vez, queremos lidar em profundidade com o trabalho em turnos em tempos de Coronavírus.

Aqui vamos esclarecer dois tipos de trabalho por turnos:

  • Empresas que sempre trabalharam em turnos de trabalho.
  • Empresas que mudaram para o turno de trabalho ou estão pensando em proteger os funcionários do Coronavírus.

Vamos analizar estes dois casos. Mas o primeiro ponto é conhecer as recomendações do governo, que é o que todos devemos cumprir.

Sumário

Recomendações do governo para empresas sobre turnos de trabalho devido à crise do coronavírus

Vejamos as recomendações atuais do Ministério da Saúde e do  Programa Nacional da Saúde Ocupacional:

1. Recomendações atuais da Direção Geral da Saúde sobre o trabalho em turnos 

O governo nos diz que os serviços de prevenção precisam realizar uma avaliação de risco nas empresas. Esses serviços de prevenção podem ser próprios ou de terceiros. Após essa avaliação, medidas preventivas coletivas e individuais devem ser indicadas.

As medidas preventivas indicadas pelo serviço de prevenção estarão, portanto, alinhadas com as recomendações das autoridades de saúde e entre elas estão as seguintes:

  • Organizar o trabalho para que o número de trabalhadores expostos seja reduzido.
  • Estabelecer regras para evitar e reduzir a frequência do contacto entre funcionários.
  • Tomar medidas específicas para pessoas especialmente sensíveis.
  • Fornecer informações sobre as medidas de higiene, bem como o material de higiene que deve ser utilizado

Para mais informações, recomendamos que consulte o guia Medidas de prevenção

da COVID-19 nas empresas criado pelo serviço nacional de saúde. 

2. Recomendações do Programa Nacional da Saúde Ocupacional

O que o governo nos diz é semelhante ao estabelecido na Lei n.º 102/2009, de 10 de setembro. Esta regulamenta o regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho, nos termos do capítulo IV do Código do Trabalho

“O empregador deve assegurar aos trabalhadores condições de segurança e saúde em todos os aspectos relacionados com o trabalho, aplicando as medidas necessárias tendo em conta princípios gerais de prevenção. Na aplicação das medidas de prevenção, o empregador deve mobilizar os meios necessários, nomeadamente nos domínios da prevenção técnica, da formação, informação e consulta dos trabalhadores e de serviços adequados, internos ou externos à empresa.Os empregadores que desenvolvam simultaneamente actividades no mesmo local de trabalho devem cooperar na protecção da segurança e da saúde dos respectivos trabalhadores, tendo em conta a natureza das actividades de cada um ”.

Por fim, conforme indicado nos textos legais, é possível que a avaliação de risco aplicada à sua empresa recomende uma alteração no sistema organizacional da empresa, que pode ser agendada ou alterada. Se for esse o caso, as modificações devem ser realizadas imediatamente.

Além disso, nesses casos, a mudança no regime de turnos de trabalho não implica uma mudança substancial nas condições de trabalho.

software-recursos-humanos-pt

Como as empresas implementam o trabalho em turnos durante a crise do Coronavírus

Existem empresas que antes da declaração do estado de alarme trabalhavam em turnos e continuarão a fazê-lo. Bem como empresas que, devido à COVID-19, já pensaram em fazê-lo.

Examinaremos dois casos: as indústrias automobilísticas e as dos fabricantes de tijolos e ladrilhos.

Trabalho em turnos na Indústria automóvel

A indústria automóvel um dos setores industriais não essenciais que não pode teletrabalhar. Portanto, estes tiveram que interromper as suas atividades no início do estado de alarme e retomaram no final de abril. No entanto, segundo a maioria de especialistas do mercado, a situação deve voltar ao normal nos meses de junho e julho. 

Esta notícia conta brevemente como foi o retorno ao trabalho dos trabalhadores do primeiro turno da fábrica da Autoeuropa em Palmela. A fábrica é a produtora oficial de veículos Volkswagen em Portugal. 

Havia filas e espera para entrar na fábrica, por parte de funcionários e fornecedores. Além disso, a máscara é obrigatória e todos os trabalhadores receberam um kit-segurança. 

Neste caso, a Volkswagen começou com dos turnos diferentes e posteriormente com mais dois. No momento, os turnos são reduzidos, com apenas seis horas. Já que assim, é possível ter um maior controlo sobre as medidas de segurança.  

Entre as empresas do setor automóvel, existem aquelas que utilizam medidas bastante sofisticadas em outros países. Um exemplo disso é a Ford, que atualmente experimenta dispositivos portáteis que soam se os pares se aproximarem demais.

Guia de Boas Práticas para os Setores do Comércio e Serviços

Neste mês, a Confederação do Comércio e Serviços e a Direção-Geral da Saúde, elaboraram um guia para ajudar os comércio na reabertura pós COVID-19. 

O guia é complementado com medidas específicas para os subsetores do Comércio e Reparação Automóvel, dos Cabeleireiros, Barbearias e Institutos de Beleza e dos Óticos. 

Informação e formação

Todos os trabalhadores, devem estar informados sobre a implementação do plano de prevenção adotado. Além de estarem treinados para cumprir adequadamente as medidas do Plano de Contingência e da DGS. 

Acesso e Circulação nos Estabelecimentos

Evitar aglomeração na entrada, saída, vestiários e áreas comuns. Se possível, serão definidas uma área de entrada e saída, bem como rotas para a circulação de pessoal. Além disso, é de máxima importância garantir uma distância de segurança de mais de 2 metros. 

Suspeita de infeção

Os trabalhadores podem ser submetidos a controles de saúde em relação à doença de COVID-19. Se tiverem sintomas, não poderão ir trabalhar e deverão permanecer em quarentena em casa.

Turnos e distanciamento

É recomendado especificar uma programação escalonada de turnos. Além de reduzir a ocupação de espaços comuns como zonas de pausa, refeitórios, sanitários, vestiários, etc. 

trabalho turnos coronavirus

Para conhecer todos os itens recomendados, aceda ao Guia de Boas Práticas para os Setores do Comércio e Serviços.

As medidas que a sua empresa deve tomar ao implementar o trabalho em turnos pós COVID-19

Além de estarmos vivendo um momento de isolamento social nunca antes vivido, o trabalho em turnos começará a ser aplicado em empresas que nunca tiveram este modelo de trabalho. Por isso, é importante tomar nota de algumas dicas que o ajudarão nesta transição.  

  • Garantir kits para todos os funcionários com máscaras de proteção individual e luvas
  • Manter a distância segura de 2 metros entre cada funcionário
  • Disponibilizar obrigatoriamente soluções de base alcoólica / álcool-gel, para profissionais e clientes, em todas as entradas e saídas dos estabelecimentos, assim como, no seu interior
  • Medir a temperatura dos funcionários no início e no final da jornada de trabalho, para evitar futuros contágios
  • Afixar nas paredes no local de trabalho folhetos sobre a correta lavagem das mãos. Além de folhetos com as diretrizes da DGS acerca da prevenção do coronavírus. 
  • Evitar a aglomeração entre turnos nas entradas, saídas e outros locais de circulação.
  • Garantir, além das instalações sanitárias, locais adequados para a higienização das mãos. Com sabão e toalhetes de papel para secagem das mãos

Tomar medidas de segurança é bom para os funcionários e para as empresas

Até agora, falamos sobre o quão positivo é o trabalho por turnos nas empresas para os trabalhadores evitarem o contágio do Coronavírus. Mas também vale a pena pensar mais coletivamente e a longo prazo. 

Se os trabalhadores estiverem saudáveis, a empresa pode continuar operando. Se um trabalhador infectado com Coronavírus aparecesse, o local de trabalho teria que ser fechado. Além disso, os colaboradores não seriam capazes de trabalhar, não seriam produzidos lucro e o futuro da empresa seria incerto.

Por isso, é tão importante tomar todas as medidas de segurança e prevenção em momentos como este. 

Deseja gerir o horário dos seus funcionários e ter controle sobre quem está a trabalhar presencialmente e quem não está? A Factorial é a ferramenta de recursos humanos que pode ajudá-lo.

✅ Experimente grátis o Software de Recursos Humanos da Factorial e administre facilmente os turnos da sua equipa

 

Postagens relacionadas

Deixe um comentário