Ir para o conteúdo

Como calcular o salário líquido e bruto [+ download da calculadora em Excel]

calcular salário liquido excel

É comum quando se está em um processo de entrevista de emprego avaliar o salário que espera receber em troca de trabalhar para uma empresa. Muitas vezes é difícil saber a diferença entre calcular a salário líquido e o salário bruto para realmente saber quanto dinheiro receberá mensalmente.

Por outro lado, os responsáveis de recursos humanos das empresas também precisam saber como calcular o salário líquido de um trabalhador. Para assim, negociar de maneira mais clara e eficiente com os funcionários. Sejam eles as novas contratações, ou aqueles que já estão a trabalhar na sua empresa.

Se quiser aprender como calcular o salário líquido, este artigo é para si. Além de explicar todos os detalhes e os componentes dos salários líquido e bruto, disponibilizamos o download da nossa calculadora de salário líquido. Continue a ler para saber mais, ou simplesmente clique num tema específico do sumário.

Sumário

Diferenças entre salário líquido e salário bruto

Provavelmente já ouviu falar em salário líquido e salário bruto. Até porque, ambos deveriam constar no seu recibo de vencimento. A principal diferença entre os dois tipos de salário é a existência ou não de descontos obrigatórios e rendimentos não tributáveis.

O salário bruto é o que a empresa paga antes de qualquer tipo de retenção ou contribuição ser aplicada. Como o I.R.S. (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares).

Falamos sobre o salário bruto quando há o valor total sem cálculos de impostos, taxas e outras deduções.

Como já pode imaginar, o salário líquido é aquele que já foi descontado com os conceitos obrigatórios. Como o I.R.S., deduções de benefícios extra e outros conceitos que são refletidos nos recibos de vencimento. No entanto, há uma série de rendimentos que não fazem parte do salário bruto e que são somadas para obter o salário líquido. Este último é o que o trabalhador perceberá na sua conta bancária no final do mês

recibo de vencimento descarregar

Como calcular o salário líquido e bruto em Portugal

Calcular o salário líquido é muito simples se tiver o valor do salário bruto. A primeira coisa que deve saber é o valor bruto anual que o trabalhador receberá. A partir daí, para calcular o salário líquido, só precisa aplicar os descontos obrigatórios e os rendimentos não declarados.

Assim o cálculo do salário líquido fica:

Salário bruto – deduções obrigatórias + rendimentos não tributáveis = salário líquido

Deduções obrigatórias para calcular o salário líquido

Quando já conhece o salário bruto, deve levar em consideração as deduções obrigatórias. Estas deduções alteram o salário recebido no fim do mês e abrangem os diferentes fatores citados abaixo:

Contribuições para a Segurança Social

A contribuição que realizamos mensalmente para a Segurança Social é chamada de Taxa Social Única. Como já pode perceber pelo seu nome, esta é praticamente a mesma para quase todos os trabalhadores e deve ser deduzida do salário bruto mensal.

O valor deduzido do salário do trabalhador corresponde a 11% do salário bruto. No entanto, o empregador também deve contribuir à Segurança Social por cada trabalhador. As empresas devem contribuir com 23,75% do salário bruto de cada trabalhador. Mas esta segunda taxa não é descontada do seu salário.

como calcular salario

Descontos do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares

O I.R.S. ou Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares retido na fonte é obrigatório para todos os contribuintes. Este valor é descontado mensalmente no recibo de vencimento de cada trabalhador. Podemos considerar que o IRS é um adiantamento ao tesouro que na demonstração de resultados não terá mais que ser pago.

O valor do I.R.S. tem em conta uma série de variáveis, entre elas:

  • Salário bruto do trabalhador
  • Estado Civil: Não casado, Casado 1 titular, Casado 2 titulares
  • Número de dependentes : 1, 2, 3, 4 e 5 ou mais
  • Residência: Continente, Açores ou Madeira
  • Regime Geral ou Deficientes

Todas essas variáveis ​​reduzem o valor final do imposto de renda pessoal. Ao adicionar estas contribuições à Taxa Social Única, saberá qual é o valor total retido do salário.

O Ministério do Trabalho e da Segurança Social disponibiliza 27 tabelas diferentes (9 para cada região: Continente, Açores e Madeira) que consideram cada uma destas variáveis.

Os valores podem variar de 0% a 45% de retençao de I.R.S.. Para que tenha uma ideia, quantos mais dependentes e maior seja a família, menor é a porcentagem de contribuição do trabalhador. Para aceder a todas as tabelas, verifique o comunicado oficial do governo.

Os rendimentos que não precisa de declarar no IRS

Como mencionado anteriormente, há alguns rendimentos que não são tributáveis. Por tanto não contam para a dedução do I.R.S. e da taxa social única. Estes são:

  • Subsídio de desemprego
  • Rendimentos de pensões ou de trabalho por conta de outrem. Válido até 9.150,96 euros/ano.
  • Subsídio de refeição. Válido para quem recebe em dinheiro o subsídio de alimentação diário de até 4,77 euros. Ou de até 7,63 euros diários para os que o recebem em cartões (ou vales) de refeição
  • Baixa médica
  • Indemnizações por lesão corporal, doença ou morte
  • Juros dos depósitos
  • Prémios de Jogos
  • Prémios literários, artísticos ou científicos
  • Bolsas e prémios atribuídos a atletas e treinadores. Válidos para os profissionais de desportos de alta competição atribuídas pelo Comité Olímpico ou Paralímpico de Portugal ou pela respetiva federação.

calculadora salario liquido

Como calcular o salário líquido mensal?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como fazer o cálculo do salário líquido. No entanto, basta perceber alguns pontos para chegar ao valor que entrará na sua conta ao final do mês.

Para calcular o salário líquido anual, deve repetir as operações do ponto anterior e simplesmente utilizar o salário bruto mensal e não o salário anual.

Se já possui os dados do salário líquido anual, o que pode fazer é dividir esse valor pelos 12 meses do ano (ou 14 meses, conforme receba o subsídio de férias e de Natal). Desta forma, um trabalhador que recebe 21.000 € líquidos por ano receberá 1.750 € líquidos por mês.

Como realizar o cálculo do salário líquido em Excel [+ Download grátis da Calculadora de salário líquido]

Para ajudá-lo a calcular o valor do salário líquido, elaboramos um modelo que funciona como uma calculadora de salário líquido, para que esta conta fique mais fácil

Descarregue a nossa calculadora de salário líquido grátis. Para começar a calcular o salário líquido, basta modificar os valores marcados em azul e obterá automaticamente o salário líquido que corresponde a cada trabalhador. Esta calculadora  simula o valor a ser recebido e facilita o cálculo manual. Além disso, pode salvar a calculadora no Excel para usá-la offline sempre que precisar.

Faça download grátis da Calculadora de Salário Líquido Aqui 

Qual é o meu salário bruto?

O salário bruto é o salário original que a empresa paga ao funcionário, considerando suplementos, como horas extra e subsídios. O salário bruto não considera os valores pagos para a segurança social e a taxa do I.R.S.

salario bruto

Como é calculado o salário bruto anual?

O salário bruto não é calculado, é o salário anual negociado com a empresa no momento da contratação.

Qual é a diferença entre salário bruto e salário líquido?

O salário líquido é o valor obtido depois de subtrair os valores como o Imposto sobre a renda retido na fonte e a taxa social única do salário bruto. Além disso, as faltas não justificadas e a porcentagem do valor contribuído aos sindicatos, se for o caso, também são deduzidas do salário bruto.

Qual é a porcentagem deduzida do salário bruto para obter o salário líquido?

A porcentagem dependerá do salário bruto do empregado e de sua base tributável. Além da porcentagem do I.R.S. que terá que pagar que pode variar de acordo com a sua renda, estado civil e número de dependentes.

Ainda perde tempo todos os meses com o cálculo do salário líquido dos seus funcionários?

Registre-se gratuitamente na Factorial para gerir todos os seus recibos de vencimentos, contratos, férias e os horários da sua equipa

Ana Matos é Content Manager da Factorial para o mercado português. Licenciada em Ciências da Comunicação e Mestre em Marketing, dedica-se à criação, produção e gestão de conteúdos digitais em diferentes formatos desde 2017. Depois de alguns anos a trabalhar em agências de Comunicação e Marketing, especializa-se agora na área de Recursos Humanos & Tecnologia.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

Recursos semanais para profissionais de RH.

Inscreva-se em nosso boletim semanal e receba as últimas tendências, dicas e recursos para os profissionais de RH.

Ao subscrever, está a aceitar o processamento dos seus dados para receber as informações solicitadas. Política de Privacidade