Ir para o conteúdo

Employer branding: o que é e como criar uma estratégia para a sua empresa

employer branding

O anglicismo pode fazê-lo pensar que este conceito é algo que só se aplica às grandes empresas. Mas não é o caso. É importante para qualquer empresa, independentemente do seu tamanho ou do setor em que opera, cuidar do seu employer branding.

Este conceito, também chamado de gestão da marca do empregador, engloba uma série de fatores que afetam os recursos humanos da sua empresa e a perceção dos seus funcionários e candidatos sobre ela.

Neste artigo, explicamos detalhadamente o que é este conceito, quais os seus benefícios e quais as melhores táticas para criar a sua própria estratégia de employer branding.

Sumário

O que é o employer branding?

O chamado employer branding ou marca do empregador é, em poucas palavras, a imagem que os seus funcionários têm da sua empresa. Tanto os colaboradores atuais como futuros candidatos a vagas na sua empresa.

O employer branding é o conjunto de valores que, segundo a perspetiva daqueles que trabalham na sua empresa, define a sua marca. Aspetos como os benefícios oferecidos aos funcionários, políticas de remuneração ou políticas de férias são alguns dos fatores mais importantes ao definir a filosofia e a política de recursos humanos de uma empresa e da marca do empregador.

Costumamos falar sobre a reputação de uma marca ou de uma empresa do ponto de vista dos clientes ou consumidores. Mas o employer branding é tão ou mais importante que a reputação, e definirá a forma como esta funciona e como a empresa crescerá. Além disso, esses dois conceitos combinados criam o que é conhecido como marca global da empresa.

A marca global define como a empresa é percebida, tanto pelos clientes como pelos trabalhadores. Projetar uma imagem para fora e outra, muito diferente, para dentro, pode prejudicar a reputação da marca.

É importante ressaltar que nenhuma empresa terá o mesmo employer branding. Construir uma marca do empregador é um processo único para cada empresa e envolve a sua cultura, o seu produto ou serviço, os seus processos e, obviamente, os funcionários que ali trabalham.

As origens do conceito

O employer branding nasceu como resultado de um estudo realizado por um hospital, cuja conclusão foi a seguinte: quanto melhor a reputação de um centro como local de trabalho, maior a retenção do pessoal de saúde mais qualificado.

Com o efeito pós-boom dos anos 80, havia mais demanda por talentos do que funcionários que poderiam desempenhar as funções necessárias. Em Portugal, isto foi aplicado posteriormente, também como uma medida para melhorar a produtividade das empresas.

Nos dias atuais, as empresas que mais crescem e retêm talentos apostam numa estratégia de employer branding.

Por que promover o employer branding da sua empresa?

Por que a marca do empregador é tão importante para a empresa? Neste ponto do seu negócio, já deve saber que a sua empresa possui concorrentes. E não apenas os possui uma concorrência do ponto de vista do cliente, mas também do trabalhador.

Por que o melhor programador da sua região deseja trabalhar consigo e não com o seu concorrente direto? Uma empresa são seus funcionários e, portanto, é importante saber como atrair e reter os melhores talentos para perto de si.

Hoje, é muito fácil obter informações de uma empresa nos sites e nas redes sociais. E, normalmente, os profissionais que se candidatam a uma vaga buscam saber tudo sobre a as políticas de recursos humanos e cultura da empresa antes mesmo de fazer qualquer entrevista.

Engana-se quem pensa que somente as grandes empresas são capazes de atrair e reter talento com facilidade. Hoje existem muitos outros fatores, como o salário emocional e a felicidade corporativa que são capazes de influenciar as decisões dos colaboradores.

dicas employer branding

A seguir, listamos algumas das razões pelas quais sua a empresa deve trabalhar com uma estratégia de employer branding.

Melhora o ambiente de trabalho e a felicidade de seus funcionários

Se pensa em melhorar a imagem da sua empresa com uma estratégia de employer branding, sem dúvida está a avaliar a melhoria das condições internas. Segundo a Federação Argentina de Empresas de Trabalho Temporário (FAETT), um funcionário que se sente feliz tende a identificar-se mais com os valores da empresa (e é 50% mais produtivo, mas isso é outra questão).

Existem muitas formas de fazer os seus funcionários felizes. Desde a oferta de benefícios como mensalidades de ginásio à incorporação de eventos de diversão e lazer, por exemplo. Todas essas iniciativas influenciam positivamente o ambiente de trabalho, a relação entre os colaboradores e, portanto, o seu bem-estar geral no trabalho.

No entanto, o ponto mais importante vem daqueles que possuem subordinados, já que os funcionários precisam de se sentir valorizados. Ser ouvido, ter objetivos claros, uma comunicação interna eficiente, igualdade no tratamento entre si e os seus colegas, confiança depositada na atribuição de responsabilidades, etc. Estas são apenas algumas das atitudes que os líderes devem ter no seu dia a dia e que impactam diretamente a sua marca do empregador. Resumindo: o exemplo vem de cima!

Aumenta o envolvimento dos trabalhadores

Ao espalhar uma cultura corporativa entre as diferentes áreas, os funcionários sentem-se identificados com seus valores. Se recuperarmos outro estudo realizado pela FAETT, funcionários felizes (ou seja, mais produtivos) comprometem-se 30% mais com a empresa e com a sua filosofia.

Como conseguir isso? Defina a sua estratégia e os valores que formarão a sua base. O fatores que mais o ajudarão a desenvolver o seu employer branding serão a transparência, a avaliação de talentos e o seu envolvimento global.

Depois de ter valores que definem a imagem da empresa, deixe que os seus funcionários falem sobre si. São eles os que mais conhecem esta imagem.

Para fortalecer o vínculo entre o funcionário e a empresa, existem também boas condições económicas e outros elementos intangíveis que fazem com que os trabalhadores se sintam valorizados. Além disso, recomendamos que acompanhe o desenvolvimento da sua equipa diariamente. Assim, poderá ver de perto como é o compromisso que os funcionários têm com a empresa.

Ajuda na incorporação de novos canais de recrutamento

Com as mudanças repentinas dos avanços tecnológicos e das novas tendências, surgem novas formas e canais para atrair talentos. Sim, o sector dos RH precisa de estar a par de todas essas novidades.

Redes sociais, portais de empregos e até sites corporativos oficiais tornam-se possíveis ferramentas para captar talentos. Assim, é possível divulgar os valores da empresa e a filosofia que construiu graças à sua estratégia de employer branding.

Esses canais precisam de refletir a imagem com a qual os futuros trabalhadores desejam trabalhar. Use a comunicação a seu favor e mostre, nesses canais, os pontos positivos da sua empresa.

Diferencia a empresa dos seus concorrentes

Se já teve de recrutar funcionários para cargos técnicos, sabe que é um processo intenso e difícil. Não é fácil preencher cargos com necessidades técnicas específicas e nem sempre é possível recrutar a pessoa certa. E, como já deve saber, um recrutamento mal executado pode custar muito caro a uma empresa.

Se trabalha com o employer branding da sua empresa, poderá distanciar-se dos concorrentes e oferecer a melhor oportunidade aos profissionais do seu sector. Além disso, reduzirá o tempo de recrutamento, um processo que também envolve custos.

Na realidade, posicionar-se como uma boa empresa para se trabalhar tem um efeito positivo nos novos funcionários que virão e na equipa que já trabalha consigo. Ofereça as melhores condições aos seus funcionários, otimize os recursos da empresa e ofereça benefícios.

software-rh-gratis

O employer branding como parte da sua marca global

A reputação de uma empresa como local de trabalho está diretamente relacionada à retenção dos melhores talentos. O conceito o employer branding está organizado em torno desta declaração.

Com a crise económica, que perdurou vários em Portugal, a construção de uma marca de empregador começou a enraizar-se recentemente. Começamos a ver, agora, cada vez mais empresas que concentram os seus esforços na retenção de talentos e no bem-estar dos funcionários.

O recrutamento de talentos requer uma estratégia paralela ao trabalho realizado para gerir aspetos de marketing e comunicação global da empresa. Nos Recursos Humanos, também é essencial atrair e reter os melhores candidatos. Porque hoje, além de as empresas terem na ponta dos dedos todas as informações dos candidatos, estes também podem aceder facilmente a informações sobre as organizações.

Mesmo quando um profissional não faz ideia do que significa o conceito de employer branding, ele sabe o que procura numa empresa e isto é crucial na escolha de um novo posto de trabalho.

Os novos candidatos, altamente informados sobre as atividades e as ações de uma empresa, tanto comerciais quanto sociais, são muito críticos. Quando se candidatam às suas ofertas, já o fazem com uma opinião prévia da sua empresa. Como quer que seja esta visão e impressão da sua organização? Como podem os melhores talentos do mercado candidatar-se às suas ofertas?

Se ainda não o fez, é hora de detetar quais são os elementos que afetam a perceção da sua empresa como marca e quais aqueles que servirão como referência no recrutamento e retenção de talentos.

Para melhorar o seu employer branding, comece com estas questões

Se quer que a sua estratégia de employer branding seja forte e duradoura, comece com as seguintes questões, que o irão ajudar a conhecer o ponto de partida da sua empresa no que toca à gestão da sua marca entre os funcionários e o mercado de trabalho:

  • Por que um candidato deve escolher a sua empresa em vez de aceitar a oferta da concorrência? O que os seus trabalhadores e candidatos pensam sobre isso? O que eles dizem sobre si na Internet e como é percebido? Com estas informações, saberá as razões pelas quais um profissional quer trabalhar na sua empresa.
  • Agora que sabe o que seus funcionários dizem sobre si, promova os comentários deles sobre a sua empresa. As histórias reais sobre como é trabalhar na empresa e os seus antecedentes adicionarão credibilidade às suas ações de employer branding.
  • O seu departamento de recursos humanos cuida da cultura da sua empresa? Enchem os seus funcionários de orgulho por trabalharem consigo? Quantos funcionários recomendam a sua empresa como um bom sítio para se trabalhar? Quando lê e analisa os testemunhos dos colaboradores, pensa naquilo que a empresa pode fornecer para que se sintam ainda mais confortáveis?
  • Nas suas ofertas de emprego, costuma mostrar o histórico da sua empresa e os seus valores aos candidatos?

Para que a sua empresa seja uma referência, combine o RH com o marketing

O employer branding é uma estratégia de marketing de pensamento a longo prazo que o ajudará a gerir o conhecimento e as perceções dos funcionários atuais e de potenciais funcionários. Com isso, poderá transmitir os valores e as caraterísticas que definem uma organização. Para promover o comprometimento e o orgulho de pertencer à sua empresa, a estratégia de employer branding deve seguir duas direções:

Interna: os funcionários.

Será inútil atrair novos talentos se um novo funcionário, ao chegar à sua empresa, encontrar uma equipa desmotivada e insatisfeita que não se identifica com o trabalho ou os valores da empresa. Lembre-se: os seus funcionários são os melhores embaixadores da sua marca. E, aqui, pode ser muito útil ter um software de Recursos Humanos, como a Factorial HR.

Externa: os candidatos.

Para que o profissional que deseja atrair para o seu projeto se identifique e queira integrar a sua equipa. Sendo consistente com os valores da empresa, pode pensar em formas de diferenciá-la da concorrência.

O departamento de Marketing da empresa pode ajudá-lo a partilhar e amplificar tudo o que a sua empresa faz e, assim, alcançar, efetivamente, os candidatos ideais.

Valores que o ajudarão a impulsionar a sua estratégia de employer branding

Ao definir a sua estratégia, há uma série de valores e atitudes essenciais que devem estar na base do seu trabalho. Para encontrar o talento que a sua organização precisa, analise se e de que forma os seguintes valores estão integrados na sua empresa:

  • Transparência e autenticidade. Ao transmitir e mostrar os valores da sua empresa, a forma como trabalha e a forma como trata as pessoas.
  • Talento, o item mais precioso. O que um candidato procura ao candidatar-se a uma oferta de emprego? Como pode, a sua empresa, tornar as ofertas mais atrativas e com uma melhor proposta de valor, que atenda às suas necessidades?
  • Os seus funcionários são os seus embaixadores. Eles sabem, mais do ninguém, como é trabalhar na sua empresa. Dê à sua equipa a oportunidade e o espaço de comunicação para explicar a cultura corporativa, como é o ambiente de trabalho e o como é o seu dia a dia. O boca a boca, como parte de todas as suas ações para atrair talentos, também pode ser muito eficaz.
  • Alie-se às redes sociais. Ajudam-no a ser transparente e a ampliar a voz dos seus funcionários. Aproveite também, para ler, participar em debates e refletir sobre como é o dia a dia nas empresas, que atividades ou eventos são organizados, que novos funcionários incorporam, etc.
  • Implicações globais. Para que uma estratégia de employer branding seja bem-sucedida, deve contar com a participação de toda a empresa. O que pode a sua equipa de RH fazer para reter os funcionários existentes e atrair os melhores talentos?

Dicas para criar a sua estratégia de employer branding

Defina os seus objetivos

Por exemplo: atrair talentos, reter talentos, melhorar o ambiente de trabalho, fortalecer a sua posição face à concorrência, etc.

Procure ajuda externa para construir o seu employer branding

Muitas vezes, é importante ter uma ajuda externa para o auxiliar neste processo. Para além das assessorias de Recursos Humanos e de Marketing que ajudam na construção de um employer branding, existem também guias e livros que podem ajudar o seu departamento de RH neste processo.

Se trabalha no setor da tecnologia, recomendamos o ebook “Inbound Recruiting: Como captar e reter talento para a sua empresa de TI”. O livro foi escrito pela Outmarketing, uma agência portuguesa de assessoria e consultoria de marketing, focada, especialmente, no setor da tecnologia.

Seja claro ao especificar a sua proposta de valor.

A sua empresa oferecerá oportunidades de crescimento, salário emocional ou apoio aos familiares?

Cuide da divulgação das suas ofertas de emprego

Vá para além da publicação de ofertas nos portais tradicionais ou em formulários “Trabalhe connosco”. Tenha um cuidado especial também com a redação da oferta e identifique o seu público-alvo nas redes sociais. Para isso, sugerimos que tenha uma escuta ativa para saber em que redes sociais costumam estar e de que forma interagem nas diferentes plataformas.

Avalie e reformule as entrevistas de emprego

Como realizá-las e como receber o candidato? Quais as informações que fornece, num momento inicial, sobre a empresa?

Aposte em talentos diversos

Equipas com pessoas de diferentes culturas e diferentes gerações o ajudá-lo-ão a atrair talentos. Isto porque são um sinal de abertura para novas ideias e para criar um ambiente mais inclusivo.

Avalie os resultados da sua estratégia de employer branding.

Não sabe quais são as melhores métricas que pode utilizar? Algumas das opções podem ser: a qualidade dos funcionários, o número de pessoas que rejeitaram as ofertas da empresa, o grau de satisfação com o cargo ou a taxa de rotatividade de funcionários.

Este artigo também está disponível em: Français, Brasil

Postagens relacionadas

Deixe um comentário