Tendências de Recursos Humanos para se adaptar à crise

A situação de crise devido ao Coronavírus mudou o dia a dia em todas as empresas. Já que estas, em grande maioria, tiveram que adotar medidas completamente novas. Os departamentos de RH foram fundamentais para colocar em prática as novas responsabilidades causadas por essa crise, o que por sua vez gerou novas tendências de recursos humanos.

As empresas que estavam operando sem problemas tiveram que aplicar lay-offs ou recorrer à bancos de horas. Muitos escritórios são fechados com o teletrabalho dos funcionários e, em muitos outros setores, equipamentos de proteção individual, distâncias de segurança e medidas de higiene são obrigatórias. Estamos a viver algo que nunca aconteceu antes na história da humanidade.

Ao observar este contexto, há centenas de dúvidas. Entre elas, nos perguntamos se será possível voltar à situação que tinhámos antes?

A resposta é sim … mas não. Poderemos voltar à normalidade, uma nova normalidade, mas para isso teremos que evoluir. A sua empresa precisa se adaptar ao contexto atual, e é por isso que trazemos a si as novas tendências de recursos humanos para se adaptar à crise.

Continue a ler este artigo para saber mais detalhes sobre as tendências de recursos humanos para se adaptar à crise.

Sumário

Tendências de recursos Humanos para 2020 no contexto da crise dos coronavírus

Tendo em conta como a crise do COVID-19 afetou Portugal (e todo o mundo), as tendências de recursos humanos têm como ponto forte o treinamento contínuo. Tanto de funcionários quanto de líderes. Veremos em detalhes os principais pontos e para onde as empresas devem ir.

Tendencias-Recursos-Humanos-funcionarios

1. É essencial preparar os funcionários para as mudanças

Crises econômicas podem aparecer a qualquer momento. Algumas podem ser previstas e outros menos. Portanto, é necessário antecipar as mudanças e os departamentos de RH devem ter um plano de ação.

Uma parte desse plano é a análise das necessidades e habilidades de cada trabalho. Nesta análise, é necessário determinar as habilidades que se tornaram obsoletas e treinar trabalhadores em outras pessoas que ajudam a executar um plano de contingência quando necessário.

2. As empresas trabalharão cada vez mais nas suas habilidades digitais

Embora pareça que hoje todos tenham uma certa competência digital, não há tantas empresas que consideram o trabalho baseado em ambientes digitais há algum tempo. O teletrabalho é algo recente na cultura e no dia a dia dos portugueses. Mas é a maior tendência para os tempos que estão por vir. 

Digitalizar processos e automatizar tudo o que for possível possível ajuda o trabalhador a gastar mais tempo em tarefas nas quais ele tem muito a contribuir e que uma máquina é incapaz de fazer. Em outras palavras, significa realmente aproveitar ao máximo o talento que a sua empresa já possui.

3. Treinamento contínuo

Se está a trabalhar na sua área de estudo, não deixe de focar em cursos e treinamentos constantes. Mas em 2020 a tendência precisa ir além, porque   

É normal que as empresas não estejam preparados para ensinar tudo o que os trabalhadores precisam. Principalmente quando falamos em tendências de recursos humanos e de outras areas da companhia. Nesse caso, os treinadores deverão ser contratados por fora, através de consultorias especializadas.

O treinamento dos gerentes é particularmente relevante aqui. Nos últimos tempos, não apenas as habilidades profissionais mais técnicas são importantes, mas também a capacidade de liderar. Porque um líder não é um chefe. O líder não impõe, mas argumenta, motiva, tem inteligência emocional, sabe como resolver conflitos e tem uma visão estratégica. Com esta lista de qualidades, parece que um líder é alguém perfeito demais, mas não é. É difícil para uma pessoa ter todas essas qualidades desde o nascimento. No entanto, um líder numa empresa não nasce, mas se desenvolve ao longo do tempo. Geralmente você terá algumas das qualidades dos líderes, mas aprenderá as que estão faltando.

Daí a importância da empresa dar o treinamento que merece aos líderes.

4. Não suspenda os processos de seleção em momentos de confinamento

Se os trabalhadores podem desempenhar suas tarefas em casa, isto também pode se aplicar aos processos de seleção. Portanto, se a empresa basear normalmente trabalha com entrevistas pessoais durante o processo de seleção e recrutamento, isso poderá ser feito por videoconferência.

Já se percebe que as entrevistas por videoconferência estão a tornar-se mais frequentes.  Embora alguns especialistas concordem que estas não substituem totalmente o contato pessoal. Já que uma entrevista cara a cara pode fornecer mais informações sobre o perfil.

Deseja saber como executar um plano de onboarding durante o teletrabalho? Descarregue o nosso guia de onboarding online para realizar a integração seus novos funcionários à distância (é totalmente gratuito!).

De qualquer forma, os processos de seleção passaram por uma evolução e hoje em dia não só é dada importância ao treinamento, mas também à experiência e habilidades anteriores. É por isso que os testes de habilidades são cada vez mais frequentes. Neles, o candidato é submetido a situações reais para ver como ele se desenvolve na sua resolução.

software-rh-gratis

Novas tendências de recursos humanos nos espaços de trabalho

Devido ao estado de alarme para conter o Coronavírus, muitas empresas adotaram o teletrabalho para os seus funcionários. Graças a isso, puderam continuar com suas atividades, uma vez que nos escritórios era impossível manter distâncias de segurança adequadas.

Talvez o teletrabalho esteja aqui para ficar, mas não para substituir completamente o trabalho no escritório.

Como resultado desses eventos, surgiu uma nova conscientização: o escritório sustentável. Isto é algo que deve passar pelas áreas de RH e pelas diretorias das empresas. 

Quando falamos de espaços de trabalho sustentáveis, não nos referimos apenas aos objetos do escritório. Claro que os materiais reciclados devem predominar em um ambiente sustentável, inclusive nos móveis. Mas agora, começamos a falar também sobre a distância entre funcionário, que certamente será maior do que a que a maioria das empresas tinha antes do início da pandemia.

Muitos escritórios continuarão como estavam, pois a mudança pode ser muito cara. Mas, assim que algo puder ser mudado, a tendência será conseguir um espaço de trabalho favorável ao meio ambiente. É importante ressaltar também que o número de funcionários num escritório tende a diminuir devido à adaptação de alguns funcionários e cargos ao teletrabalho. 

As tendências de recursos humanos em Portugal que visam salvar empregos

Todos pudemos ver que o Estado de Alarme afetou muitas empresas e fechou as portas de centenas delas, especialmente as menores.

Portanto, as tendências de recursos humanos serão direcionadas também para impedir que os postos de emprego sejam destruídos novamente. Assim como ocorreu na crise de 2008/2009. 

Vimos ao longo do artigo que, apesar da crise, há uma tendência nas empresas para que estas mantenham os postos. Além disso, há uma forte tendência, que já ocorria antes, de fortalecer as pessoas e os comércios locais. 

Precisa digitalizar todo o departamento de recursos humanos para adaptar a sua empresa ao contexto social? A Factorial quer ajudá-lo e é por isso que está a oferecer um período de teste gratuito e ilimitado.

✅ Comece a utilizar o nosso software de Recursos Humanos gratuitamente e melhore os seus processos de RH 

 

This post is also available in: Español

Leave a Comment