Ir para o conteúdo
business intelligence o que e

Business Intelligence: O que é e como aplicar no RH?

Uma das principais vantagens de estarmos mergulhados em dados é poder saber tomar melhores decisões. É justamente isso que o Business Intelligence prega. Muito além de ser usado somente para fins comerciais da empresa, o business intelligence pode ser um aliado dos gestores de Recursos Humanos. Mas como?

Hoje, mais do que tratar de processos burocráticos, o RH precisa estar à par das facilidades que a tecnologia traz. Ao usar processos que permitam medir, comparar, fazer projeções e análises de performance, o capital humano da organização pode evoluir e trazer melhores resultados. Isso tudo com a ajuda dos dados que a empresa já dispõem.

Neste artigo vamos explicar o que é business intelligence e como ele pode ser usado no contexto do RH. Traremos também os benefícios que uma estratégia pautada em dados pode trazer para os seus colaboradores. 

software de recursos humanos

O que é Business Intelligence?

Para perceber o que é business intelligence, primeiro devemos saber que o termo existe desde os anos 90. Ele pode ser definido como o ato de extrair dados, muitas vezes em forma de números, por meio de ferramentas específicas.

Quando uma empresa possui as aplicações e softwares adequados, poderá ver os dados armazenados e usar essas informações para tomar boas decisões. Estas decisões são baseadas em dados, não são “achismos”. O objetivo central do business intelligence é proporcionar uma informação bruta e fazer com que reflexões e mudanças aconteçam.

Uma frase que resume bem o que é business intelligence é: “não se gerencia o que não se mede”, dita pelo professor e estatístico americano Edwards Deming, ainda na década de 50. Ou seja, tudo o que não pode ser medido e calculado, não pode ser gerido.

Business intelligence: Como os dados fazem a diferença?

Vamos trazer o exemplo de uma fábrica de queijos que acabou por perder uma grande quantidade de seu produto por um problema de logística. Ao fazer as perguntas certas, é possível perceber como os dados trazem mudanças na vida real.

Sem dados, como saber exatamente quantos produtos foram perdidos e em qual etapa do processo? Onde foram distribuídos e onde deixaram de ser? Qual o prejuízo exato desse acontecimento?  É aí que entra a necessidade de investigar e perceber o que é business intelligence.

O business intelligence vai trazer estes dados para empresa, por meio de ferramentas, softwares e programas específicos onde estas informações ficam armazenadas. Elas em seguida são acessadas pelo departamento comercial, de vendas e logística, para pensar em mudanças no processo.

Os números podem prevenir acidentes futuros e acompanhar o andamento dos projetos da empresa. É aí que a magia acontece: os números em uma tabela transformam-se em ações concretas.

people analytics

Como aplicar o business intelligence no departamento de RH?

Mais do que saber o que é business intelligence, é preciso saber como aplicá-lo no departamento de RH. Para isso, pergunte-se primeiro o que precisa ser investigado. Com as informações certas, você pode entender melhor sobre a própria empresa e o mercado em que ela está inserida.

Já se o ponto central for o colaborador, existe o HR Analytics. Esse método analítico coloca o capital humano em primeiro lugar e gera valor para os seus funcionários. Em outras palavras, é o business intelligence voltado para a área de RH.

Como o HR Analytics é aplicado ao RH?

E como o HR Analytics, ou People Analytics é aplicado ao RH? Vamos supor que precise analisar o desempenho de um funcionário nos últimos 3 meses.

Para isso, é preciso buscar por dados. Entre eles estão os resultados de feedback e satisfação, entrevistas individuais, tempo médio e frequência de objetivos alcançados, entre outros.

Reunidos estes dados, é hora de decodificá-los: este funcionário está tendo um bom desempenho de acordo com essas informações? Se sim, onde ele mais obtém resultado e por que? Se não, quais são os dados em baixa e o que eles dizem sobre o método de trabalho desse funcionário? Tudo isso tem a ver com o princípio do People Analytics.

👇 Ebook: Estratégias e ferramentas de People Analytics [download grátis] 👇

people analytics ebook

Agora, veja a seguir 2 formas de aplicar o business intelligence ao RH com metodologias de People analytics:

Busque uma melhora saudável e positiva

Lembre-se, quando falamos em People Analytics, queremos buscar soluções. Se os dados não forem tão positivos, pense em estratégias para melhorá-los e aproveitar o potencial escondido do colaborador ou do grupo analisado. Tudo isso visando buscar uma melhora saudável e positiva.

Sem apontar o dedo, sugira mudanças positivas que podem otimizar, como no exemplo citado, o desempenho. Tudo isso, claro, pensado em conjunto com o gestor da área, que pode certamente dar sugestões valiosas. Talvez o que falte é uma formação, uma maior integração com a equipa, ou até mesmo um maior número de feedbacks e reuniões com o gestor.

Proponha soluções

Estes dados quantitativos ajudam muito. Daí por diante é responsabilidade do RH e do gestor direto de tentar entender o que é business intelligence e como ele é ligado ao People Analytics, para assim propor soluções.

Vale dizer que também é possível pode cruzar dados de uma pessoa com outra para avaliar como elas podem se complementar em suas tarefas diárias. Em resumo, é muito importante identificar aonde estas análises podem realmente fazer a diferença e usá-las para otimizar as áreas mais necessitadas.

Quais os benefícios do business intelligence?

Existem inúmeros benefícios atrelados ao business intelligence. No entanto, estas vantagens podem varias de acordo com a área em que estas metodologias serão aplicadas. A seguir, destacamos os maiores benefícios que o RH pode obter ao aplicar o business intelligence nas atividades de recursos humanos:

1) Recrutamento e seleção completo

Para além de ser importante para quem já está dentro da organização, o business intelligence oferece benefícios na hora do recrutamento. E de que forma? Quanto mais os recrutadores souberem a respeito da empresa e das necessidades de cada área, melhor será o seu processo de seleção.

Investigue qual tipo de perfil de pessoa é contratada, qual a formação ideal do candidato e o fit cultural que ele deve ter. Utilize os dados que você têm sobre os setores, a cultura e mentalidade da empresa. Além disso, veja quais características técnicas são as mais valorizadas nesse ambiente profissional.

Com tudo isso em mãos, vai ser a hora de ligar os pontos e ver qual candidato se encaixa mais de acordo com os dados da empresa. Pronto, se souber fazer isso, saberá exatamente o que é business intelligence!

👉 Utilize o modelo de Matriz de Competências para identificar o perfil ideal dos candidatos

2) Diminuir o turnover

Saber o que motiva os funcionários a deixarem a empresa é uma das chaves para reter talentos. Para isso é fundamental fazer avaliações individuais pós despedimento. Com isso é possível descobrir o que precisa melhorar na empresa e pensar em mudanças.

Estes dados valem ouro. E um dos maiores erros de uma empresa pode ser não apostar nessas informações como forma de diminuir a rotatividade de pessoal. Uma vez que o funcionário não está mais implicado na empresa, se sentirá mais livre e à vontade para comentar tudo o que lhe desagradou.

business intelligence

3) Retenção de talentos

O business intelligence pode ajudar na retenção de talentos na empresa. Para isso, faça pesquisas de avaliação constantes, trimestrais ou semestrais, com os colaboradores e compare os dados obtidos.

Outra forma de reter funcionários é estar ciente da importância da formação e desenvolvimento. Esteja atento a cada a cada setor da empresa e converse com os gestores. Quando tudo está esclarecido e as instruções são bem dadas, as chances de ter colaboradores satisfeitos é maior.

4) Performance do capital humano

Essa é uma das principais razões pelas quais o business intelligence é utilizado. Quando entendemos o que é business intelligence, fica mais fácil guiar a performance do capital humano da sua empresa.

Principalmente quando é chegada a hora de definir os objetivos e resultados-chave, também chamados de metodologia OKR. Este método permite que as metas do colaborador sejam definidas e planificadas, de modo a organizar o que ele precisa entregar.

Os dados definidos por esses objetivos podem ser usados no business intelligence. Assim, é possível medir a performance do colaborador e os pontos que ele precisa melhorar.

👉Descarregue aqui um Modelo pronto para aplicar em avaliações de desempenho

Ferramenta para Gestão e análise de dados de RH

Agora que já sabe o que é business intelligence, deve se perguntar qual ferramenta pode te ajudar nesse processamento de dados. O software Factorial é uma das opções que facilita a captura de dados e reúne uma enorme quantidade de pesquisas e avaliações, além de elementos específicos de cada colaborador.

Tudo fica disponível em uma única plataforma, reunindo os principais processos de Recursos Humanos e de Departamento Pessoal. Com o software de RH da Factorial é possível:

  • Economizar tempo
  • Visualizar de forma rápida os objetivos e metas de cada colaborador
  • Proteger todos os dados da empresa e dos funcionários
  • Criar relatórios personalizados
  • Avaliar os colaboradores e comparar informações
  • E muito mais!

Dessa forma fica mais fácil implementar estratégias de business intelligence de forma rápida. Todos os dados estão prontos e disponíveis para si. Veja abaixo o que a Factorial pode fazer pela sua empresa e teste o software pro 14 dias grátis:

✅ Otimize a gestão de dados da sua equipa: registe-se grátis e experimente o software de RH da Factorial por 14 dias grátis

Este artigo também está disponível em: Italiano, Português BR, Mexican

Bruna Carnevale é Content Manager da Factorial para os mercados do Brasil e Portugal. Com uma formação diversa em comunicação e línguas, se diz cada vez mais apaixonada pela área de RH e acredita que o acesso à informação de qualidade pode ajudar tornar a gestão de pessoas cada vez mais humanizada e eficiente.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário