Ir para o conteúdo

Rotatividade de pessoal: Como evitá-la? [+pdf grátis]

A rotatividade de pessoal influencia diretamente o funcionamento de uma empresa, e isso ocorre por diferentes motivos. A taxa de rotatividade tem um forte impacto no desempenho dos funcionários, mas também tem uma influência decisiva no Employer Branding da sua empresa.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja tudo a seguir.

O que é Rotatividade de Pessoal?

Em resumo, podemos dizer que cada movimento de entrada ou saída de um funcionário da empresa é um movimento que gera rotatividade de pessoal. Assim, se um determinado cargo (ou vários) fica frequentemente vago e deve ser preenchido regularmente, pode-se dizer que existe uma elevada taxa de rotatividade.

👉 Está preocupado com questões como alta rotatividade de pessoal? Melhore a gestão de talentos da sua empresa com nosso passo a passo

software rh

Isso tem efeitos negativos para o bom funcionamento da empresa. Por isso é muito importante que os gestores e o RH parem para analisar as causas que estão causando essa alta taxa de rotatividade. Tomar medidas para redúzí-la irá ajudar a empresa e funcionários.

Sabia que a rotatividade de pessoal tem um grande impacto na equipa e envolve um alto custo econômico?

Para ter uma ideia do nível de rotatividade que sua empresa possui, é preciso ter em consideração as informações das pessoas que durante os últimos meses (ou por exemplo, no ano passado) decidiram deixar a empresa.

Obviamente, neste cálculo não se deve incluir as pessoas que saíram por motivos como a aposentadoria, mas deve tomar como referência as pessoas que saíram por não estarem satisfeitas com a empresa ou com o trabalho que realizavam.

Tipos de rotatividade de pessoal

Não existe um único tipo de rotatividade de pessoal. No entanto, a rotatividade de pessoal pode ser dividida em dois grandes grupos.

Rotatividade voluntária 

Como o próprio nome sugere, esse tipo de rotatividade ocorre quando o funcionário sai da empresa de forma totalmente voluntária, ou seja, porque quer. As causas deste tipo de desligamento podem ser diferentes, mas as mais comuns são:

  • Ter encontrado outro cargo que considere melhor em outra empresa
  • Desentendimentos com colegas de trabalho
  • Considerar-se mal pago ou desvalorizado
  • Não se adaptar à cultura organizacional, etc.

Obviamente, é muito difícil agradar a todos, e as condições que oferece nem sempre serão o suficiente para todas as pessoas. No entanto, é importante tentar criar na sua empresa um ambiente confortável e acolhedor para que as pessoas sintam-se confortáveis.

Para além disso, é importante que sua empresa reconheça os méritos e conquistas de seus colaboradores. Isso faz com que se sintam valorizados, reconhecidos e recompensados.

taxa de rotatividade de pessoal

Evite a rotatividade de pessoal: Organize e otimize a seleção e integração dos funcionários 

As razões apontadas anteriormente para o aumento no turnover normalmente ocorrem após a contratação. No entanto, às vezes deve-se ter em mente que os problemas de rotatividade voluntária podem ter a ver com causas anteriores à contratação. Um exemplo é com uma má seleção de pessoal.

Quando a raiz do problema vem da contratação de pessoal pode ser porque o RH não dá atenção suficiente para a combinação do perfil do funcionário com a cultura da empresa. Para além disso, pode ser que alguma etapa tenha sido ignorada, o que pode afetar a integração e o bem-estar do colaborador.

Quer ajuda para organizar e otimizar o recrutamento e seleção de pessoas na sua empresa?

👇Descarregue aqui o checklist para recrutamento e seleção grátis👇

modelo checklist recrutamento selecao

Rotatividade involuntária 

Se o trabalhador sai da empresa, não porque quer, mas porque tem de ser despedido, está a ocorrer uma rotação involuntária do pessoal.

No entanto, estes casos também devem ser levados em consideração, pois mostram que algo não está sendo feito da maneira certa. A rotatividade involuntária não pode ser evitada 100%, mas é importante minimizá-las ao máximo.

6 Razões para a rotatividade de pessoal em sua empresa

Em alguns casos, o motivo principal será de responsabilidade do funcionário. No entanto, em muitos outros casos, pode estar relacionado com a forma como a sua empresa trabalha.

Para isso, é preciso perguntar: O que posso fazer e como posso reduzir a taxa de rotatividade da minha empresa? Aqui estão algumas das causas mais comuns de rotatividade de funcionários e algumas dicas para reduzi-las.

1) Falta de oportunidades de desenvolvimento na empresa

Ninguém gosta de se sentir estagnado na vida pessoal ou profissional. Por isso, todos buscam um caminho de alto crescimento dentro da empresa. 

Um trabalhador desmotivado tem um custo de € 3.400 por cada € 10.000 do seu salário. Essa é a última coisa que quer que aconteça! Evite isso criando um ambiente de oportunidades em torno dos funcionários.

Dê-lhes treinamento para o crescimento pessoal, forneça-lhes ferramentas que os ajudem a se desenvolver ainda mais e melhor e demonstre, com promoções e benefícios aos funcionários, que quem trabalha para isso sempre ganha.

2) O salário não é adequado

Às vezes, não será possível competir a nível de salários com o resto das empresas do mercado. Nesses casos, é preciso tentar complementar o que oferece aos candidatos para gerar uma oferta de emprego competitiva.

Procure certificar-se de que o salário que oferece não está muito longe do oferecido em média no setor para um cargo semelhante com responsabilidades parecidas. Tente melhorá-lo sem aumentar os custos da sua empresa através de uma remuneração flexível.

3) Má gestão interna

A maioria das empresas ainda está organizada através de um sistema hierárquico. Este sistema é bom para determinar quem orienta quem, mas ao mesmo tempo pode ser uma fonte de problemas.

Não se trata de eliminar a hierarquia na sua empresa, trata-se de fazer com que as tarefas de cada um sejam claras, de quem responde com clareza a quem e a quem fiscaliza o trabalho de cada funcionário.

Como conseguir isso? Com um bom organograma de empresa.

turnover rotatividade de pessoal empresa

4) Um ambiente de trabalho ruim

Uma empresa atormentada por disputas entre funcionários é a rota mais direta para o aumento da rotatividade dos funcionários. Ninguém gosta de ir trabalhar todos os dias num ambiente em que não se sinta confortável e, se isso durar muito, é mais provável que a pessoa saia.

Não se trata de criar um clima de “amizade” dentro da empresa, mas para reter os seus colaboradores é necessário que se sintam integrados e para isso criar um ambiente de cumplicidade e um bom ambiente é essencial.

Vale lembrar que o funcionário passa quase um terço do dia, pelo menos, a trabalhar. Se sente-se desconfortável, é provável que acabe por deixar o cargo para trás.

5) Objetivos muito diferentes

Um empregado trabalha pelo salário que é pago, mas não trabalha apenas pelo dinheiro. Existem muitas outras motivações e incentivos para que sinta-se confortável na empresa.

Uma delas é partilhar um projeto comum com a equipa, um objetivo. Se a meta do funcionário estiver muito distante do propósito e das metas da empresa, as duas partes provavelmente não se encaixarão.

6) Um processo de recrutamento ruim

Selecionar um bom candidato para um emprego envolve mais do que selecionar uma pessoa com um currículo brilhante.

Um bom candidato terá as competências e habilidades ideais para desenvolver sua posição. Porém, também é preciso garantir que essa pessoa se enquadre no perfil e cultura da sua empresa. O profissional mais brilhante não fará nenhum bem se pessoalmente não se enquadrar nos valores da sua empresa. O custo de uma má contratação pode ser muito alto.

👉Veja aqui as competências profissionais mais exigidas em 2021 pelo mercado de trabalho

Consequências da alta taxa de rotatividade de pessoal

Vejamos agora as consequências da alta rotatividade de pessoal. Veja a seguir o que enfrentará se mantiver altas taxas de rotatividade em sua empresa.

Queda na Produtividade

A queda na produtividade dos funcionários é uma das consequências mais diretas do aumento da taxa de rotatividade de pessoal. Ter que cobrir as tarefas de outra função acaba por sobrecarregar o restante da equipa, deixando tarefas desfeitas ou não realizadas corretamente.

Para além disso, quando já contratou uma nova pessoa para o cargo, essa pessoa vai precisar de um período de adaptação. Isso significa que não vai contribuir de forma produtiva por um tempo e toda a produtividade da equipa pode ser afetada. Além disso, os custos de rotatividade de pessoal podem chegar a 150% do salário do novo funcionário.

indemnizacao por despedimento

Mudança do clima na equipa

Devido ao grande número de horas que os funcionários passam no trabalho, eles acabam se tornando uma espécie de família paralela. Isso significa que o que acontece dentro da empresa tem um grande impacto emocional em todos os trabalhadores.

Demissões e mudanças constantes de pessoal não são a melhor forma de criar um ambiente de trabalho saudável e de gerar uma cultura empresarial. Além disso, quem permanece na empresa sempre pensa que pode ser o próximo a sair e isso em nada ajuda a reter talentos ou a criar um bom ambiente de trabalho.

Employer Branding da empresa

Ser uma empresa que oferece boas condições de trabalho e em que os colaboradores estão satisfeitos gera um bom employer branding. Um funcionário satisfeito é um bom ímã para atrair e reter talentos. Não deixe que a rotatividade de pessoal afete a imagem da sua empresa.

Custo da rotatividade de pessoal

Os custos associados ao aumento da taxa de rotatividade de pessoal também são quantificáveis ​​e têm impacto econômico para a empresa. A já mencionada perda de produtividade, a necessidade de treinar novos funcionários e outros fatores aumentam os custos que devem ser evitados.

Cálculo da taxa de rotatividade de pessoal

Se deseja calcular matematicamente um índice percentual da taxa de rotatividade, deve medir a relação de entradas e saídas de sua empresa em um determinado período de tempo.

Se partir da base de uma empresa com duzentos funcionários, em que houve vinte novas contratações e dez baixas em um ano, o percentual de rotatividade seria de 5%.

A fórmula matemática concreta para calcular a taxa de rotatividade de pessoal seria a seguinte: ((20-10 / 200) * 100).

Uma vez obtidos esses resultados, é importante analisá-los e ver se a taxa de rotatividade está normal ou muito alta.

Tenha em mente que, da mesma forma, um nível de rotatividade de 0% também pode não ser bom. Isso porque, por um lado, pode significar que o seu trabalho para reter talentos está a funcionar. Por outro lado e a longo prazo também pode mostrar que sua empresa não evolui ou se renova.

Como reduzir a rotatividade de pessoal?

Algumas atitudes e estratégias podem ajudar a diminuir a taxa de rotatividade de pessoal nas empresas:

  • Oferecer benefícios e planos de remuneração flexíveis
  • Investir em boas estratégias de Employer Branding
  • Melhorar a comunicação interna da empresa
  • Gerir melhor as equipas
  • Fazer avaliações de desempenho e feedback periodicamente

Acha que tudo isso é impossível devido à imensa carga de trabalho que os departamentos de Recursos Humanos das empresas já possuem? Temos a solução para o seu problema: Sua empresa precisa de um software de Recursos Humanos.

Quer saber se a Factorial funcionaria para a sua empresa? Teste o software gratuitamente por 14 dias.

Este artigo também está disponível em: English US, Español, Français, Italiano, Mexican

Bruna Carnevale é Content Manager da Factorial para os mercados do Brasil e Portugal. Com uma formação diversa em comunicação e línguas, se diz cada vez mais apaixonada pela área de RH e acredita que o acesso à informação de qualidade pode ajudar tornar a gestão de pessoas cada vez mais humanizada e eficiente.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário