Ir para o conteúdo
recrutamento interno

Recrutamento Interno: O que é e como aplicá-lo na sua empresa? [+Excel]

Garantir um bom processo de recrutamento e seleção é uma das tarefas mais importantes dos profissionais de Recursos Humanos. No entanto, muitas vezes ao falarmos em recrutamento, muitas pessoas pensam apenas em novos talentos, ou seja, em candidatos externos para a vaga. Mas sabia que essa não é a única opção? Já ouviu falar em Recrutamento interno?

Dentre os diferentes tipos de recrutamento, o RH deve sempre optar pelo que faz mais sentido para determinada vaga ou área. Nessa busca por profissionais para preencher uma vaga, é preciso considerar também os talentos que temos na própria empresa.

Essa opção traz diversas vantagens para a organização e para os colaboradores. Essa é uma forma de motivar os colaboradores e poupar recursos preciosos para a empresa e o RH.

Mas afinal, como a sua empresa trabalha o recrutamento interno? De que forma priorizar e aplicar este modelo?

Leia o artigo abaixo para saber o que é o recrutamento interno, porque é importante considerá-lo e como aplicá-lo da melhor forma nas organizações.

software rh

Recrutamento e Seleção de pessoal: Conceitos gerais

Antes de perceber o que é o recrutamento interno, é importante saber mais sobre como funciona o processo de recrutamento e seleção.

O recrutamento tem como objetivo identificar e atrair os melhores talentos para as empresas. O objetivo final é preencher as vagas que estão disponíveis em uma corporação. Para isso, os Recursos Humanos devem pesquisar os melhores  candidatos no mercado.

Depois, devem analisar os currículos para avaliar quais são aqueles que estão mais alinhados com a cultura da empresa e com as competências necessárias para o cargo em questão. Em resumo, o processo quase sempre passa pelas seguintes etapas:

  1. Deteção da necessidade de preencher uma vaga
  2. Alinhamento com o gestor sobre as competências e habilidades exigidas
  3. Seleção do tipo de recrutamento
  4. Anúncio da vaga
  5. Análise e Seleção de currículos
  6. Entrevistas com candidatos
  7. Seleção de candidato

Conforme visto, nesse processo é importante que o RH e os gestores definam aonde vão buscar esses candidatos. É exatamente aí que está a grande diferença entre o recrutamento interno e externo.

Tipos de Recrutamento

Ao buscar o candidato ideal para preencher uma vaga, o RH pode considerar candidatos de dentro ou de fora da empresa. Dessa forma, podemos dividir o recrutamento em três modalidades:

Recrutamento Externo:

Quando o departamento de recursos humanos busca os candidatos fora da empresa para preencher uma vaga, trata-se de um recrutamento externo. Para tal, os recrutadores costumam anunciar vagas em diferentes portais e normalmente o processo é mais longo.

Recrutamento Interno:

Aqui, o processo ocorre dentro da empresa, podendo considerar também suas filiais. Isso quer dizer que o RH irá considerar os próprios funcionários para preencherem a vaga em aberto.

tipos de recrutamento

Recrutamento misto

Como o próprio nome diz, essa modalidade acontece quando o RH decide mesclar o recrutamento interno e externo em um mesmo processo seletivo. Ou seja, neste caso são considerados candidatos de dentro e de fora da empresa.

É importante lembrar que nenhum processo de recrutamento e seleção precisa ser definitivo. Caso julgue necessário, o RH pode e deve alterar seu target a qualquer momento.

Porque priorizar o recrutamento interno?

Escolher o tipo de recrutamento pode ser um desafio! É importante avaliar aquele que faz mais sentido para as vagas em aberto. No entanto, é preciso considerar as vantagens do recrutamento interno e os benefícios que pode trazer para a empresa. Listamos abaixo 4 vantagens do Recrutamento interno:

1. Retenção de talentos:

Quando a empresa tem o costume de contratar os próprios funcionários para novas vagas, eles estão cientes de que tem uma oportunidade de crescimento dentro da empresa. Essa é uma ótima forma de reter talentos. Isso porque oferece uma estabilidade na carreira, incentivando a permanência dos talentos da empresa.

2. Aumento na Produtividade e motivação:

Uma das maiores vantagens desse tipo de recrutamento é que ele é capaz de incentivar a produtividade dos colaboradores. Isso porque uma pessoa que sabe que pode ser recompensada pelo seu esforço, tende a se dedicar mais ao trabalho. Oferecer novas oportunidades aos funcionários pode ser a chave para aumentar a motivação nas equipas!

3. Redução de custos:

Ao optar pelo recrutamento interno, o RH elimina algumas etapas do processo. A divulgação de vagas em diferentes canais e a elaboração de longas entrevistas por exemplo, são descartadas. Com isso, a empresa consegue poupar tempo e recursos.

4.Viabilizar Planos de carreira:

Quando bem planejado, o recrutamento interno também é uma forma de garantir que os planos de carreira sejam cumpridos e façam sentido. Nesse caso, o RH analisa periodicamente quando os funcionários estão prontos para ocupar cargos mais altos na empresa.

Tipos de Recrutamento interno

Antes de mais nada, vale lembrar que há diferenças na forma como esses processos ocorrem. Ou seja, o recrutamento dentro da empresa pode ocorrer de forma mais restrita ou mais abrangente.

Quando o colaborador tem que pedir para participar de outro processo seletivo, podemos dizer que é um modelo mais restrito. Isso porque deve pedir autorização a terceiros para fazer isso.

Em outros casos, o colaborador tem liberdade e é incentivado a se candidatar para outras vagas em aberto nas empresas. Nesses casos, normalmente existe um portal de carreiras interno. Esse processo caracteriza um modelo mais flexível e abrangente, e acontece mais nas grandes empresas.

O recrutamento interno em uma empresa acontece em diferentes situações. Isso significa que diferentes tipos de contratação interna caracterizam este tipo de recrutamento.

Os principais tipos de recrutamento interno são:

  • Promoção: É quando um profissional é promovido, ou seja, sobe de cargo. Nesse caso, ele cresce na hierarquia da equipa. Além disso, com sua promoção, sua antiga vaga pode ser ocupada  por um outro funcionário.
  • Transferência: Quando um colaborador é transferido para uma nova equipa, filial ou setor.
  • Mudança de contrato: Essa situação ocorre quando há uma mudança no contrato do funcionário. Isso pode acontecer quando ele passa do trabalho temporário ou part-time para um full-time, por exemplo. Também é o caso de uma contratação efectiva de um estagiário.

recrutamento e selecao

Como ter um bom processo de recrutamento interno?

Algumas estratégias podem ajudar no processo de recrutamento interno. Veja algumas dicas a seguir:

Portal do colaborador:

Contar com um portal do colaborador pode ajudar o RH de muitas formas. Uma delas é no anúncio de novas vagas! Com um portal do colaborador, os funcionários podem ser avisados sobre as novas oportunidades e estarão informados sobre tudo que acontece na empresa!

Comunicação interna:

Comunicar aos colaboradores as vagas em aberto, as possibilidades de mudança de carreira e quais as competências necessárias para conseguir entrar na função é fundamental. Defina canais de comunicação para a sua empresa e incentive o uso.

Teste e treine seus funcionários:

Aplique questionários de avaliação de desempenho periodicamente. Essa é uma forma de saber como está o desempenho de seus funcionários e de detetar aqueles que precisam de treinamento. Investir na performance das equipas garante boas opções futuras.

Converse com os gestores:

Antes de anunciar uma vaga internamente, converse com os gestores. É fundamental ter tudo alinhado para ter certeza que não é o caso de recrutar pessoas de fora.

Invista na digitalização do recrutamento interno:

Investir em plataformas com o recurso de recrutamento e seleção pode facilitar todo o processo. Um software de RH pode ser a solução. Com um sistema de recrutamento e seleção, o processo é automatizado e o RH poupa muito mais tempo.

Saiba tudo sobre seus funcionários:

Centralize e atualize as informações sobre seus funcionários. Isso vai garantir que, na hora de avaliar se um funcionário da empresa tem as competências para outra vaga, o processo seja muito mais rápido. Para isso, utilize modelos e sistemas para ajudá-lo.

Recrutamento interno: Como avaliar se seus funcionários estão prontos ?

O Recrutamento interno exige um grande conhecimento sobre os funcionários da empresa. Isso significa que para promover ou contratar seus funcionários para diferentes funções, é preciso avaliar se possuem as competências necessárias para isso.

Por isso, antes de qualquer decisão, o RH precisa definir e analisar as competências dos funcionários. Como fazer isso ? Existem diversas maneiras!

Hoje em dia, muitos modelos e sistemas podem ajudar o RH nesse desafio. Um desses modelos é o modelo de Matriz de competências. Esta ferramenta ajuda a definir quais as competências e habilidades que um colaborador deve ter em uma determinada função. Dessa forma, é possível avaliar se o candidato para uma vaga possui o que é preciso para desempenhar a nova função de forma eficiente.

Preparamos um modelo de matriz de competências para ajudá-lo a dar o primeiro passo!

👇 Descarregue aqui o Modelo de Matriz de Competências em Excel👇

matriz de competencias modelo

Mas se deseja uma forma mais fácil de realizar esse processo, pode ser que um sistema digital o ajude ainda mais! Um software de Recursos humanos é capaz de automatizar avaliações de desempenho, digitalizar o recrutamento e guardar dados de todos os funcionários e candidatos.

Ter essas informações centralizadas pode acelerar o processo de recrutamento interno. Para além disso, facilita a divulgação de novas oportunidades.

Veja abaixo como digitalizar os processos de Recursos humanos em uma empresa.

plano de recursos humanos

Como digitalizar o processo de Recrutamento e Seleção?

Com as mudanças dos últimos tempos vimos como a digitalização de processos de gestão de pessoas é fundamental. O recrutamento, seja de pessoas de fora ou de dentro da empresa, pode ser longo e cansativo para os gestores e para o RH. Por isso, tornar essa tarefa mais simples e automática pode poupar muito tempo de todos!

Mas como fazer isso? Conte com programas e softwares que possuem essa função!

Uma dessas opções é o software de RH da Factorial, que além do recurso de recrutamento e seleção, conta com ferramentas de gestão de férias e ausências, assinatura digital de documentos, avaliações de desempenho e muitas outras opções que podem ajudar a sua empresa a lidar com o trabalho remoto!

Com o software da Factorial é possível:

  • Criar um portal de carreiras personalizado
  • Integrar suas vagas com as principais plataformas como Indeed e LinkedIn
  • Centralizar todas as informações dos candidatos em um mesmo sistema
  • Gerar relatórios com dados reais
  • Comunicar aos colaboradores sobre as novas vagas

Digitalizar esses processos é cada vez mais urgente e necessário, então porque não começar agora?

Teste o software de RH da Factorial por 14 dias e veja como funciona esse e outros recursos na prática!

Postagens relacionadas

Deixe um comentário