📥 Saiba o que diz a lei sobre gestão de férias e ausências
|
Descarregue aqui

Conhece o conceito de RH 5.0? Factorial explica como preparar a sua empresa

 Lisboa, 27 de abril de 2023

  • Esta nova abordagem de Recursos Humanos coloca as pessoas no centro das decisões e recorre a tecnologia para tornar a gestão mais ágil e eficiente.

Nos últimos anos, o setor de Recursos Humanos passou por diversas transformações, impulsionadas pela tecnologia, por mudanças na cultura organizacional e também novas expectativas dos colaboradores. Hoje, a Factorial, empresa de software para a gestão dos Recursos Humanos, explica a nova tendência emergente, o RH 5.0.

O RH 5.0 é uma nova abordagem que coloca o ser humano no centro das decisões e recorre à tecnologia para melhorar a experiência dos colaboradores e aumentar a eficiência dos processos. Assim sendo, incentiva a procura por tecnologias como a inteligência artificial (IA), automatização e plataformas de engagement para tornar a gestão de pessoas mais ágil e eficiente, mas sem perder as relações de trabalho humanizadas.

 

Principais características do RH 5.0

1. Foco no bem-estar dos colaboradores – O seu grande objetivo é criar um ambiente de trabalho saudável para promover a felicidade corporativa e aumentar o bem-estar dos colaboradores.

2. Recurso à tecnologia – Esta tendência baseia-se no princípio de que a tecnologia não é um fim, mas sim um meio para tornar a gestão de pessoas mais humana, ágil e eficiente.

3.  Automatização de processos – O RH 5.0 automatiza tarefas repetitivas, manuais e demoradas, em áreas que vão desde o recrutamento e seleção à gestão de benefícios e processamento de recibos de vencimentos, entre outras. Assim, permite otimizar o tempo dos profissionais de RH para que se foquem em ações mais estratégicas.

4. Análise de dados – Analisar dados sobre o desempenho dos colaboradores permitirá identificar padrões de comportamento e prever as necessidades de formação e desenvolvimento das equipas. Assim, será possível tomar decisões mais informadas e incisivas sobre a gestão de pessoas.

5. Foco na employee experience – Mantendo a experiência dos colaboradores no centro das decisões, cria um ambiente de trabalho mais saudável e envolve mais os profissionais.

6. Gestão estratégica do talento – Tem em conta o desenvolvimento de carreira dos profissionais talentosos, de forma a envolvê-los e retê-los com maior facilidade.

 

Como implementar o RH 5.0

Para implementar adequadamente este novo conceito de gestão de pessoas nas suas estratégias, as empresas precisam de o compreender e de perceber como o aplicar na sua realidade – devendo, para isso, analisar a sua própria cultura e processos para identificar os pontos mais fortes e também os que é necessário melhorar.

Devem também definir objetivos claros e mensuráveis que querem alcançar através do RH 5.0, que vão depois monitorizar atentamente para garantir o sucesso da estratégia.

É também essencial investir na tecnologia necessária e promover uma mentalidade de aprendizagem contínua, para que as equipas se consigam adaptar a cada mudança que surge num mundo em constante revolução.

Finalmente, podem seguir alguns passos concretos simples, como:

  • Desenvolver iniciativas que demonstrem preocupação com as pessoas, como horários flexíveis, programas de saúde e bem-estar e de reconhecimento e agradecimento profissional;
  • Implementar tecnologias como softwares de gestão de RH, plataformas de e-learning, chatbots e ferramentas de inteligência artificial para agilizar os processos;
  • Adotar práticas que deem resposta eficaz às necessidades dos colaboradores, como por exemplo o design thinking (pensamento criativo e colaborativo para encontrar soluções);
  • Implementar programas de desenvolvimento de liderança e criar planos de salário e de carreira justos, equitativos e ajustados às necessidades individuais.

 

Em suma, o RH 5.0 é uma evolução da área de Recursos Humanos que não impacta apenas a forma de gerir as pessoas, mas também as jornadas de trabalho, a produtividade e o bem-estar dos colaboradores. Dando maior ênfase às soft skills, permite encontrar novas formas de desenvolvimento e aprendizagem.

Se implementado corretamente, permitirá formar melhores líderes, aumentar a eficiência, construir um bom clima organizacional, melhorar o trabalho em equipa, transformar a experiência dos colaboradores, reforçar a reputação das empresas e, em última instância, contribuir para criar pessoas (e empresas) mais felizes.