Ir para o conteúdo

Work life balance: benefícios e dicas para as empresas

work-life-balance

Já conhece o conceito de work-life balance? Garantir o bem-estar dos colaboradores é um dos grandes desafios dos gestores e do departamento de RH e nunca fez tanto sentido falar sobre este conceito. Saiba o que significa este termo e confira algumas dicas práticas! O objetivo é um: garantir um equilíbrio saudável entre a vida pessoal e profissional dos funcionários da sua empresa.

A dificuldade de conciliação do trabalho e da vida pessoal é, de facto, o principal precursor dos grandes problemas da gestão de pessoas. O burnout, a baixa motivação laboral e o aumento da taxa de rotatividade são indicadores que exemplificam esta realidade. É neste contexto que as práticas de Work-life balance ganham espaço nas empresas.

Com o objetivo de melhorar a experiência e a produtividade dos colaboradores, os RH têm tentado cada vez mais proporcionar uma rotina de bem-estar e equilíbrio a cada funcionário. Mas como é que isso pode ser alcançado? Veja a seguir o que é o Work-life balance e saiba como criar, na prática, uma cultura organizacional assente nesta prática.

software-rh-dp-360

O que é o Work-life Balance?

Garantir o bem-estar dos colaboradores é um assunto que tem estado cada vez mais presente nas empresas. Entre as principais práticas voltadas para este objetivo, está o Work-life Balance. Mas afinal, o que significa este conceito? Como é que ele se relaciona com as estratégias de gestão de pessoas?

Este conceito nada mais é do que a prática de garantir que os colaboradores conseguem conciliar a vida pessoal e profissional. E de forma equilibrada, sem que haja comprometimento do rendimento laboral ou da saúde mental.

O que acontece, muitas vezes, é que a atividade profissional é priorizada em detrimento do tempo para o autocuidado, descanso, família ou lazer. Algo que pode acontecer devido à má gestão do tempo pelo próprio colaborador. Ou pela da má gestão de talentos da empresa.

As exigências do dia a dia e a alta competitividade no trabalho são alguns dos fatores que impossibilitam o equilíbrio na vida dos colaboradores, um pouco por todo o mundo. De facto, e de acordo com um relatório publicado pela OCDE, composta por 38 países, 11% dos colaboradores destes territórios trabalham 50 horas ou mais por semana.

📚 [Artigo] Onboarding de funcionários: conceito, processo e ferramentas

Pirâmide de Maslow e Work-life balance

Para entender a importância e as implicações do Work-life balance, basta analisar a gestão de RH a partir do paradigma da pirâmide de Maslow. Enquanto que na base estão as necessidades básicas como comer ou dormir, no topo está a realização pessoal de cada indivíduo.

Isso significa que dificilmente um colaborador, que não esteja feliz e confortável, terá um bom desempenho no trabalho. Além disso, quando não está satisfeito com as atividades que exerce diariamente ou tem dificuldades em exercê-las, é pouco provável que consiga desenvolver-se dentro do plano de carreira estabelecido.

Em resumo, tudo o que acontece na vida pessoal e profissional de um indivíduo encontra-se relacionado . E tudo isso pode influenciar o seu comportamento nos dois contextos. Por esse motivo, procurar o Work-life balance nas organizações é fundamental.

work-life-balance-trabalho-escritorio

Regimes de trabalho e Work-life balance

De acordo com um estudo publicado pela Universidade Rey Juan Carlos, a principal dificuldade em conciliar a vida familiar e a vida profissional é quando o colaborador tem filhos. Sobretudo no caso das mulheres.

O modelo clássico da família em que a mãe fica em casa a cuidar dos filhos, enquanto o pai sai para se dedicar ao trabalho, não coincide com a realidade. Muito pelo contrário, esta é já uma ideia ultrapassada nos dias de hoje.

O mesmo acontece com as famílias monoparentais com grandes cargas de trabalho.

Por isso, em cada regime de trabalho e para cada colaborador, é preciso repensar as práticas de work-life balance.

Deixamos-lhe, a seguir, algumas dicas práticas que podem ser uma ajuda no encontro deste equilíbrio, tendo em conta a sua forma de trabalho.

1) Work life balance em Teletrabalho

No caso do teletrabalho, o stress no trabalho pode aumentar ou diminuir. Isso depende das condições de trabalho proporcionadas ao colaborador.

Por isso, os profissionais de recursos humanos devem garantir que o ambiente de trabalho seja adequado para que os colaboradores continuem motivados e consigam manter a produtividade elevada.

Vejamos algumas dicas:

    • Manter uma comunicação regular para melhorar as relações de trabalho;
    • Promover atividades de team building online para manter a integração entre a equipa;
    • Oferecer um auxílio para que os colaboradores invistam em materiais para trabalhar em casa;
    • Delegar atividades em duplas ou grupos para incentivar a interação entre a equipa;
    • Implementar programas de saúde ocupacional e bem-estar;
    • Oferecer horários flexíveis para que colaboradores com filhos possam adaptar-se à rotina da melhor forma possível;
    • Estabelecer canais de comunicação interna para receber feedbacks sobre práticas de work-life balance;
    • Investir num Portal do Colaborador, onde os funcionários tenham autonomia para realizar processos diários como registo de ponto e, ao mesmo tempo, tenham acesso a todas as informações e documentos que precisam.

[Modelo pronto a descarregar] Controlo do teletrabalho em grandes equipas

2) Work life balance em Trabalho híbrido

A possibilidade de trabalhar remotamente motiva o aparecimento de novas modalidades de trabalho. Isto ajuda a manter um certo tipo de contacto com os espaços de trabalho tradicionais. Exemplo disso é o trabalho híbrido.

Atualmente, esta é uma das opções que mais ajuda a manter o work-life balance,  já que dá ao colaborador mais autonomia e liberdade. O trabalho híbrido combina o melhor de dois mundos. A chave aqui é conseguir um equilíbrio que vá ao encontro do tipo de contrato dos colaboradores, a cultura organizacional e as leis em vigor.

Para que o trabalho híbrido esteja implementado tendo em vista a garantia do work-life balance, existem algumas medidas que podem ser tomadas. Pelo menos, sempre que a situação sanitária assim o permitir.

Vejamos algumas delas:

  • Promover eventos e atividades presenciais periódicos;
  • Implementar rotatividade no escritório, combinando previamente que parte da equipa estará presente ou não, para evitar aglomerações;
  • Promover sessões de coaching e mentoring presenciais para incentivar a ida ao escritório;
  • Dividir o processo de onboarding em fases online e presenciais;
  • Conceder prémios, certificados ou menções por bom desempenho;
  • Permitir e incentivar as equipas a atingirem objetivos através dos seus próprios métodos. Dê-lhes liberdade e um voto de confiança;
  • Promover reuniões de equipa mensais para manter a interação entre a equipa;
  • Realizar pesquisas de clima para saber como está a motivação dos colaboradores.

📚 [Artigo] Inteligência Artificial nas Empresas: Utilização e Benefícios

3) Work life balance em workations

A “workation” é basicamente uma metodologia de gestão de talentos. Esta prática ganha cada vez mais força no mundo dos freelancers e trabalhadores independentes.

Trata-se de desenvolver trabalhos ou tarefas profissionais com carga horária leve, enquanto se está de férias. Muitas vezes, este tipo de atividade é administrada na forma recompensa pelo bom desempenho no trabalho.

As workations são uma boa forma de se manter produtivo sem necessariamente se desligar completamente das pessoas do trabalho. Esta prática prioriza a eficiência e o foco nos resultados. Além disso, alinha a liberdade com a responsabilidade.

Esta é uma ótima maneira de garantir o work-life balance, visto que o trabalhador tem a possibilidade de se dividir entre o trabalho e momentos de lazer e bem-estar.

5 dicas práticas para garantir o work-life balance

Quando uma pessoa decide trabalhar para além do horário, não tem uma forma correta de gerir o seu tempo. Ou quando simplesmente a sua relação com o trabalho não é totalmente saudável, os RH têm grandes desafios pela frente

No entanto, há casos em que garantir o work-life balance dos colaboradores pode ajudar a retomar a confiança e a motivação dentro da empresa.

Veja a seguir algumas dicas práticas que ajudam a garantir o work-life balance dos colaboradores:

1. Garanta os intervalos entre as tarefas

Uma das missões dos RH é criar valores e políticas empresariais que contribuam para tornar a empresa um local ideal para se crescer profissionalmente. Neste caso, podemos incentivá-los, e até ensiná-los, a criar momentos de pausa. Sem dúvidas que é uma forma de melhorar a experiência dos colaboradores.

As pausas podem ser ativas ou passivas. O mais importante é que haja espaços para desconectar por alguns minutos no escritório entre cada tarefa.

Outra opção é contar com um sistema de gestão de projetos. Isso ajuda quem trabalha remotamente a fazer pausas conscientes em casa.

Além disso, contar com sistemas eletrónicos para o controlo de ponto e assiduidade é essencial. Estas ferramentas trazem mais autonomia aos colaboradores. Além de ajudarem os gestores a entenderem como funciona a rotina de cada equipa no dia a dia.

2. Incentive uma cultura de desconexão

Respeitar o tempo que o colaborador dispõe para suas atividades pessoais, de lazer e/ou de autocuidado é essencial. É necessário que, da parte dos RH, exista tolerância zero para comunicações que ocorram fora do horário de trabalho entre funcionários e equipas, a menos que seja uma emergência.

Os colaboradores devem saber gerir o seu trabalho dentro do prazo estipulado, evitando horas extras.

👉 Saiba mais sobre o dever de abstenção de contacto ao trabalhador fora do período laboral

3. Torne a gestão de férias mais flexível

Por lei, todos os colaboradores têm direito a 22 dias de férias por ano. No entanto, isso não significa que esses dias devam ser usados ​​de uma só vez.

Para além disso, em equipas grandes, organizar as férias de todos os colaboradores pode ser um desafio para os gestores, podendo prejudicar o tempo livre a que cada um tem direito.

Para facilitar esse processo, é importante criar e divulgar de forma clara a política de férias da empresa. Além disso, contar um software de RH para gestão de férias permite que todas as solicitações sejam feitas no mesmo sistema. E, quando aprovadas, apareçam num calendário de equipa de fácil acesso e visualização.

👇 Descarregue este modelo de Mapa de Férias pronto a utilizar 👇

modelo mapa de ferias

4. Acompanhe a Licença maternidade/paternidade

Este é um momento importante para o work-life balance. A licença para a chegada de um novo membro da família é sempre prioridade para uma família. Por isso, a empresa deve encarar este momento da mesma forma.

Como agentes de mudança, as empresas devem garantir a preservação da qualidade de vida de seus colaboradores. Dessa forma , mesmo em períodos de licença, estar por perto é fundamental.

Para isso, não basta apenas seguir a lei e conceder a licença maternidade ou paternidade. Promova iniciativas de apoio a estas pessoas, acompanhe-as durante este período e ofereça benefícios extras que possam ajudá-las a aproveitar ao máximo este momento tão importante.

📚 [Artigo] Licença parental em Portugal: Regras e normas atualizadas

5. Autonomia nos processos

Seja no trabalho presencial, híbrido ou no teletrabalho, é fundamental que os colaboradores tenham autonomia para realizar as suas tarefas no dia a dia.

Mas como fazer com que a gestão do tempo, a produtividade e o work-life balance façam parte da realidade da empresa?

Garantir que os processos funcionem da melhor maneira possível é o primeiro passo.

Para ajudar neste desafio, as empresas têm contado cada vez mais com a ajuda da tecnologia. Com sistemas inteligentes capazes de digitalizar processos e conectar pessoas, os softwares de RH são ótimos exemplos de ferramentas que ajudam os gestores e funcionários a agilizar o cumprimento de tarefas.

Com a aplicação da inovação, sobra mais tempo para cada funcionário focar-se nas suas atividades e, assim, aproximar-se do work-life balance.

📚 [Artigo] Software de gestão de recursos humanos: como escolher o melhor?

Quais os benefícios para as empresas?

Os benefícios do Work-life balance para os colaboradores são bem claros. No entanto, muitas empresas não veem como esta prática pode trazer vantagens diretas para o negócio.

A maior vantagem competitiva de uma empresa é o seu capital humano.

Portanto, quanto mais saudável for a nossa organização, ou seja, quanto mais satisfeitos estiverem os colaboradores, melhor será o desempenho geral.

Por esta razão, são muitas as  vantagens do Work-life balance para as empresas. Vejamos algumas:

1) Aumento do envolvimento dos funcionários

Quando os RH ajudam um colaborador a encontrar o equilíbrio perfeito entre trabalho e vida pessoal, essa pessoa terá mais tempo e incentivo para desempenhar melhor as suas tarefas.

Além disso, sabemos que os colaboradores valorizam ainda mais os seus empregos quando as suas necessidades são levadas em consideração.

beneficios-work-life-balance

2) Melhora a tomada de decisão

Quando os colaboradores alcançam um equilíbrio saudável entre vida profissional e pessoal, desenvolvem maior controlo sobre o foco e a capacidade com que podem manter a sua atenção e nível de desempenho nas suas tarefas.

Ao incentivar o work-life balance, criamos um ambiente de trabalho onde cada pessoa tem propriedade e responsabilidade pela sua própria carreira. Isso aumenta as chances de sucesso individuais e empresariais.

[Modelo grátis] Plano de Carreira: defina metas, avalie prioridades e construa estratégias

3) Evita o burnout

O burnout é um dos maiores problemas das empresas hoje em dia. O principal fator para que isso aconteça é o desequilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Trabalhar fora do horário estipulado, não ter direito a desligar e passar longos períodos sem férias ou pausas. Estes são alguns exemplos que contribuem para esta situação.

4) Melhora o employer branding

Colaboradores satisfeitos costumam recomendar as empresas em que trabalham. Assim, fazem um trabalho automático de recomendação da organização.

O work-life balance pode ser a chave para a melhoria do employer branding. Consequentemente, isso ajuda na atração dos melhores talentos.

👉 Descarregue o nosso eBook sobre Employer Branding: guia prático!

Garanta o work-life balance dos seus colaboradores com recurso à Factorial

Contribuir para o work-life balance das pessoas que compõem o quadro de colaboradores é uma tarefa vital para garantir o sucesso de uma empresa. Como vimos, para isso, é preciso garantir que cada um tem os recursos e ferramentas para trabalhar de forma ágil e equilibrada.

Para ajudar neste desafio, já existem hoje diversas ferramentas que agilizam e centralizam processos diários.

Um desses exemplos é o software da Factorial. Veja a seguir alguns dos recursos do software:

Delegue as suas tarefas diárias a uma plataforma de gestão de Recursos Humanos e melhore a experiência de trabalho dos seus colaboradores. Experimente a Factorial hoje e sinta a diferença!

✅ Experimente o software de RH da Factorial durante 14 dias, sem custos!

Postagens relacionadas

Tem alguma dúvida ou sugestão? Partilhe-as na Comunidade de RH!

Esta é uma comunidade feita por si e para todos os profissionais de RH!

Recursos semanais para profissionais de RH.

Inscreva-se em nosso boletim semanal e receba as últimas tendências, dicas e recursos para os profissionais de RH.

Ao subscrever, está a aceitar o processamento dos seus dados para receber as informações solicitadas. Política de Privacidade