Ir para o conteúdo

Gestão da inovação: o que é e como aplicar nas empresas?

Gestão da inovação

A gestão da inovação é uma tendência que surgiu para tornar os processos das empresas mais eficientes, rápidos e estratégicos. Saiba, neste artigo, o que é a gestão da inovação e quais as técnicas e ferramentas que devem ser aplicadas nas empresas.

Cada vez mais, as organizações procuram formas de trazer mais agilidade, produtividade e resultados para o negócio. É neste contexto que surge a gestão da inovação, um processo capaz de organizar e otimizar a forma como a inovação é desenvolvida e aplicada nas empresas.

Continue a leitura e entenda melhor o que é a gestão da inovação e como esta estratégia pode melhorar a sua organização!

Tabela de Conteúdos:

software-rh-dp-360

O conceito de inovação

Antes de abordar o tema da gestão da inovação, é preciso entender o conceito de inovação. Em resumo, a inovação é nada mais do que a criação, desenvolvimento e uso de novos produtos, processos, métodos ou conceitos, capazes de trazer mudanças significativas para o setor empresarial e social.

Assim, a inovação está relacionada à introdução de mudanças que apresentam soluções para as necessidades empresariais e sociais pré-existentes.

Além disso, a inovação é aliada à tecnologia e aplicada na rotina do ser humano e dos profissionais dentro das empresas. Mas afinal, como deve um gestor gerir e organizar a inovação na sua organização? Saiba como a seguir!

👉 Leia mais sobre como aplicar a responsabilidade social no seu negócio!

O que é a gestão da inovação?

Saber o que significa gestão da inovação é essencial para o sucesso das organizações atuais. Entender este conceito é simples. A palavra gestão, no dicionário, significa “gerência” ou “administração”. Sendo assim, a gestão de inovação é uma forma de estruturar e gerir novos produtos, processos, métodos e conceitos.

Por outras palavras, podemos dizer que a gestão da inovação é a aplicação de novidades/soluções criadas para ultrapassar necessidades. Estas soluções, por norma, possuem uma estrutura com início, meio e fim.

Trazendo uma grande vantagem competitiva em relação aos concorrentes, o principal objetivo da gestão da inovação tecnológica é não deixar que uma ideia fique apenas na imaginação, mas, sim, que seja colocada em prática.

👉 Automatização de processos em escritórios: devem os RH aderir?

O que é gestão da inovação

Gestão da inovação nas empresas: por onde começar?

A gestão da inovação nas empresas inicia-se com a aplicação de processos inovadores em determinados setores que precisam de novos recursos para se tornarem mais eficientes, ágeis, competitivos e lucrativos.

Estes novos recursos aplicados devem estar alinhados com a cultura organizacional e com os objetivos gerais da empresa. Isso porque as mudanças em processos atingem a forma como os profissionais trabalham, pensam sobre o negócio e executam as suas atividades.

A gestão da inovação permite que algo inovador se torne realidade, ou seja, entrega soluções para processos repetitivos e manuais, transformando algo que era considerado “bom” em algo que ainda não é conhecido pelo público-alvo ou uma versão mais elaborada de algum produto/serviço.

A gestão da inovação nas empresas pode também ser chamada de inovação empresarial, quando a empresa passa a utilizar novos produtos tecnológicos que aprimoram os processos anteriores de cada setor. Sendo assim, podemos considerar que a inovação se manifesta no ambiente empresarial de duas formas principais:

  • Inovação de produto: oferta de novos produtos ou entrega de produtos mais aprimorados, que são completamente diferentes daqueles utilizados anteriormente pela empresa.
  • Inovação de processo: desenvolvimento ou aplicação de novos processos para os colaboradores realizarem as suas atividades, introduzindo uma “maneira de fazer as coisas” que ainda não foi utilizada pela organização.

📄 Kit para Gestão de RH 2022: templates, ferramentas e workshops!

Passo a passo: como colocar a gestão da inovação em prática?

Gostava de saber como funciona, afinal, a gestão da inovação na prática? Primeiro, tem de entender que este processo inclui planeamento, organização, boa gestão e controlo.

Para colocar em prática as inovações tecnológicas presentes no mercado é necessário seguir um passo a passo. Conheça os 7 passos essenciais abaixo:

👉 Leia mais sobre Transformação Digital: quais as vantagens para os RH?

1) Necessidades e sucessos

Para saber gerir inovação numa organização é necessário começar por pensar nas necessidades de determinado setor da sua empresa.

Em seguida, reflita sobre quais são os problemas e falhas dos processos internos. É através desta etapa que pode encontrar as melhores oportunidades que o mercado tem para oferecer à sua empresa.

Além disso, é importante identificar tudo o que está a funcionar bem para o negócio. Isso porque a gestão da inovação nas empresas também passa pela manutenção e retenção de processos e ferramentas que trazem bons resultados. Esta é uma forma de garantir que o que está a funcionar bem continua a ser aplicado e é conhecido por todos os beneficiados.

2) Plano de gestão da inovação

Com as necessidades e sucessos identificados, está na hora de planear. Crie um plano claro para aplicar a gestão de inovação na prática.

Delegue tarefas, defina os responsáveis por testar cada nova solução e estabeleça que indicadores serão utilizados para medir a eficácia de cada uma delas.

Passo a passo gestão da inovação

3) Períodos de teste

Após identificar os problemas e as suas possíveis soluções, testar essas mesmas soluções presentes no mercado é o passo a dar. Existem diversas empresas que oferecem um período de teste para que possa experimentar e tomar melhores decisões para as suas necessidades e problemas.

4) Feedbacks e resultados

Ao realizar os testes das soluções tecnológicas, todos os profissionais que utilizam os novos recursos formarão as suas próprias opiniões. O debate sobre o uso do produto ou a implementação do novo processo é fundamental para entender se é válido ou não.

5) Seleção

Após serem concluídas as avaliações dos profissionais sobre as ferramentas de inovação, todos os colaboradores terão o poder de escolha. A seleção do melhor serviço deve ser feita com base na melhor solução do mercado que contribua para a melhoria dos processos da empresa em questão.

6) Implementação na rotina dos funcionários

Chegou a hora de colocar, de facto, a gestão da inovação na prática. A solução tecnológica selecionada deve ser implementada na empresa, treinada pelos profissionais e utilizada diariamente pelos colaboradores.

💡 Veja como um Portal do Colaborador pode ajudar os seus funcionários a acederem às suas informações pessoais e documentos mais facilmente!

7) Follow-up e resultados

É fundamental acompanhar os resultados da implementação de um produto ou serviço inovador dentro da empresa. Medir os KPI ‘s definidos no plano de gestão da inovação é o primeiro passo.

A partir do momento em que os funcionários passam a utilizar um novo recurso para a realização das tarefas, é preciso entender a aceitação (ou não) desses usuários. Portanto, exigir feedback também é essencial.

6 Benefícios da gestão da inovação

Agora que já leu sobre os passos que deve seguir para criar uma boa estratégia de gestão da inovação, vejamos quais são os benefícios que a mesma pode oferecer às empresas? Entenda, a seguir, as vantagens de utilizar ferramentas tecnológicas que melhoram os seus processos.

Oferece melhorias contínuas

A gestão de inovação não é caracterizada apenas pela implementação de um novo processo ou a utilização de um novo produto ou serviço. A verdade é que é preciso uma procura contínua por melhorias no uso das inovações de maneira natural.

Sendo assim, é preciso ter em mente que a gestão de inovação deve ser constante. Para isso, deve incorporar os novos processos, melhorias frequentes e uso dos produtos na cultura da empresa, para que se torne um hábito comum na rotina dos profissionais.

Reduz custos e desperdícios

A gestão da inovação nas empresas consegue transformar o uso eficiente de recursos, reduzir custos e evitar desperdícios para o negócio. Ajuda, também, a diminuir a perda do tempo com atividades manuais e repetitivas. Isto acontece devido ao aumento da agilidade dos processos e da produtividade das atividades.

Aumenta a motivação e o envolvimento

Quando uma empresa oferece soluções inovadoras e tecnológicas para os seus colaboradores, a motivação e o envolvimento desses profissionais só tende a aumentar. Isso porque esses funcionários sentir-se-ão valorizados ao perceberem as melhorias dos processos e produtos oferecidos pela instituição.

Esta valorização fará com que os profissionais trabalhem mais motivados e envolvidos com a empresa, gerando ainda mais produtividade e lucro ao negócio.

👉 Saiba mais sobre o papel do Business Partner de RH no crescimento das empresas!

⬇️ Se quer testar a motivação dos seus colaboradores no local de trabalho, utilize o nosso modelo. Descarregue abaixo! ⬇️

Modelo de teste para motivação no trabalho

Minimiza os erros

Sabemos que o ser humano está apto a cometer erros. No entanto, quando passa a utilizar softwares eficazes durante as suas atividades, as etapas do fluxo de trabalho tornam-se mais fáceis e, consequentemente, é possível minimizar erros.

Aumenta a competitividade

A gestão de inovação nas empresas aumenta a sua competitividade empresarial. Afinal, os processos tornam-se mais rápidos, eficientes, corretos e lucrativos. Isso motiva cada vez mais os profissionais, mantendo esses talentos na empresa e gerando uma percepção positiva sobre a instituição (employer branding).

Desta forma, a empresa desburocratiza os seus processos e reduz os custos, fatores que também estão ligados diretamente à competitividade do negócio no mercado.

👉 Saiba como pode criar vantagens competitivas na sua empresa, através de RH estratégico nas organizações!

Melhora a experiência do colaborador

A importância da gestão da inovação também está na possibilidade de melhorar a experiência do colaborador (employee experience) na empresa. Isso acontece devido ao impacto positivo deste processo no dia a dia de cada funcionário, agilizando a rotina das equipas e otimizando o tempo de trabalho.

Possíveis riscos de não inovar para uma empresa

Se a sua empresa é uma das que ainda não investiu em gestão de inovação para a melhoria de processos, então convém informar-se sobre quais são os riscos de não inovar:

  1. Os produtos e serviços ainda utilizados pelos seus colaboradores podem estar ultrapassados, tornando os processos desajustados com o mercado.
  2. A sua empresa arrisca diminuir a rentabilidade lucrativa ao evitar a gestão de inovação.
  3. A imagem da sua instituição pode se tornar negativa com os comentários dos colaboradores que não utilizam processos e produtos inovadores na rotina do dia a dia.
  4. A sua organização pode perder talentos e clientes para os concorrentes.
  5. Ao evitar inovar nos processos, a empresa perde, com mais facilidade, certas oportunidades de negócios.
  6. Não inovar pode reduzir as margens e o lucro da organização.

👉 Retenção de Talentos: Os 7 erros mais comuns

Riscos de não inovar

Gestão de inovação no setor de RH

A gestão de inovação pode ser realizada em todos os setores da empresa. No entanto, na área de Recursos Humanos é especificamente essencial. Afinal, este é o departamento que possui acesso às informações e documentos importantes dos colaboradores e tem o papel de gerir as pessoas da empresa.

A seguir, deixo-vos com alguns exemplos de como a gestão da inovação pode ajudar o departamento de RH:

  • Processos manuais e burocráticos tornam-se mais ágeis;
  • Análise de dados e aplicação de People Analytics para os RH;
  • Novas tecnologias poderão ser usadas nas tarefas diárias dos funcionários, como controlo de ponto e controlo de turnos;
  • Diminuição de erros humanos;
  • Melhora a produtividade das equipas.

Assim sendo, é preciso investir na inovação para satisfazer as necessidades atuais dos profissionais de RH. Este profissionais precisam de se reinventar para garantir que a sua presença é destacada no ambiente corporativo. Veja a seguir algumas ferramentas que podem ser utilizadas.

⬇️ Que inovar na sua empresa? Oiça o episódio sobre tecnologia em RH do podcast Gerir Pessoas Não É Brincadeira, com Gonçalo Sequeira! ⬇️

Ferramentas para inovar no RH

Ao gerir inovação, o departamento de RH necessita a ajuda de ferramentas e softwares tecnológicos capazes de reinventar esse setor e melhorar a produtividade dos funcionários no dia a dia. Saiba quais são as opções do mercado:

Software de gestão de tarefas

Existem ferramentas que organizam o nosso dia a dia. Este tipo de softwares notifica os usuários quando precisam de entregar determinada atividade ou dar início à mesma, e pode ser muito benéfica para o setor de RH. O departamento de Recursos Humanos de uma empresa precisa de gerir melhor o tempo e produtividade dos funcionários e um software pode tornar-se o seu melhor amigo.

Um exemplo é o Notion, uma ferramenta de organização pessoal e profissional, que possibilita o envio de notificações e a organização das tarefas de cada membro da equipa.

Software de avaliação de desempenho profissional

Para medir o envolvimento, satisfação, motivação, produtividade e outros índices dos colaboradores, os RH podem utilizar ferramentas como a Matriz Nine Box. Este é um formato de avaliação de desempenho, para que empresas possam tomar decisões mais estratégicas em relação aos talentos profissionais.

💡 Verifique também o software de avaliação da desempenho da Factorial e veja como pode atender às suas necessidades!

Gestão da inovação através de People Analytics

O setor de RH lida com uma quantidade enorme de informações dos colaboradores, dos profissionais candidatos às vagas, da empresa e dos clientes. Portanto, é necessário procurar uma ferramenta para armazenar e organizar esses dados. O papel do People analytics neste processo de gestão da inovação é fundamental.

📄 Saiba tudo sobre People Analytics no nosso eBook! Descarregue aqui!

Factorial HR: Otimização de processos burocráticos através da gestão de inovação

Se a sua empresa procura por uma plataforma no mercado que possua recursos que otimizem os processos burocráticos de RH, temos a solução ideal para si!

A Factorial HR é uma ferramenta fácil e centralizada que oferece recursos que facilitam o trabalho dos profissionais. Alguns destes recursos são:

Conheça o software da Factorial RH e aplique a gestão da inovação na sua empresa, com todos os recursos que o seu setor precisa, numa única plataforma!

Comece agora a gestão de inovação na sua empresa. Experimente o software de RH da Factorial durante 14 dias, grátis e sem compromisso, ou peça uma demonstração do software!

Este artigo também está disponível em: Brasil, Mexican

Postagens relacionadas

Tem alguma dúvida ou sugestão? Partilhe-as na Comunidade de RH!

Esta é uma comunidade feita por si e para todos os profissionais de RH!

Recursos semanais para profissionais de RH.

Inscreva-se em nosso boletim semanal e receba as últimas tendências, dicas e recursos para os profissionais de RH.

Ao subscrever, está a aceitar o processamento dos seus dados para receber as informações solicitadas. Política de Privacidade